24/05/2016

GÉNESE

Re-edição

Muito grato pela presença e participação, a :

Manu,    Janita,    Catarina,    CÉU,    Portugalredecouvertes,    Ricardo Santos,    Ju,    AFRODITE,    Elvira Carvalho,    redonda,    Pedro Coimbra,    MissSmile,    LM,    ematejoca,    Flor de Jasmim,    papoila

Como referi, não se tratava de uma "competição" e todos acertaram ! :)
Estava em causa mais o "exercício" em si mesmo do que qualquer outra coisa mais !

Neste caso, tratando-se de uma pesquisa no próprio blog (e isso foi referido), seria aconselhável a não utilização do Google , mas sim a pesquisa no "motor de pesquisa" do próprio blog.

A papoila lembrou bem, que tem usado a pesquisa directa de fotos e texto clicando no botão direito do rato. Isso é "uma prática" muito rápida e aconselhável em pesquisa no Google imagens ou texto, mas menos prática no blog.
Este apresenta-nos um "leque de possibilidades" para escolha muito mais reduzido, enquanto que, no Google, "esse leque" poderá apresentar-se bastante mais alargado e menos prático.

Portanto, em casos de pesquisa no blog, independentemente das "Etiquetas", poderá colocar-se um conjunto de palavras que saibamos estarem no texto a pesquisar.
Neste caso, sugiro, por exemplo : "Sede de beijos", ou "À beira do caminho há uma fonte".
Claro que não válido para fotos.


INICIAL :


SÊDE DE BEIJOS

À beira do caminho há uma fonte,
Que mata a sede a quem vai lá beber;
De água corrente, solta de algum monte,
Tem essa fonte eterno padecer.

Pela tardinha, antes do sol fugir,
É certo ver ali a conversar
Dois namorados, que num só sentir
A ardente sêde vão dessedentar.

De tal jeito, imitando a dita fonte,
Unem seus lábios, no sopé do monte,
Lá quando a noite quase se avizinha...

Ele mata-lhe a sêde com seus beijos,
Como se fosse a bica dos desejos...
E a sua boca fosse a cantarinha !


4º  Exercício de treino 
Pesquisa no meu blog - Exemplo de que nem só no Google se pesquisam textos.


Creio já ter publicado este soneto no meu blog, mas não me lembro quando, ou se sim ou não ! (?) ..rsrs

Será que me podem ajudar a descobrir quem foi o seu autor (em 1927, com apenas 20 anos, um poeta bucólico /romântico ) ? ... e, ... por acaso, saberão quem era ?

É que, curiosamente, este tema está ligado ao nascimento do meu blog e ao meu anterior nickname, ...

(Coisas da Fonte - Rui da Bica) ! :)))

Eu resido no Lugar da Fonte, onde há de facto uma fonte e um tanque, onde antigamente se lavava roupa e onde, também, se namorava ! Só que já lá vão  89 anos desde que o soneto foi escrito e agora, certamente que os namorados, ou os amantes se beijam noutros locais ! :))

(Curiosidade - Com este soneto aprendi o que era uma "cacofonia" ! ... Depois direi como. )
.

58 comentários :

  1. Olá Rui
    Esta pareceu-me bem fácil, bastou-me ir cuscar às tags e pronto :)
    Poema de Alberto Delgado que publicaste a 26-10-2009.

    Creio ter respondido a tudo.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) ... Olá Manu

      Como referi já, neste caso de pesquisa no Blog, as "coisas" passam-se como no Google.
      Creio que uma grande parte pensa que só é possível pesquisar pelas "Tags", mas não. Bastam algumas palavras na pesquisa ! :)

      Beijinhos :)

      Eliminar
  2. E os comentários? São moderados ou não, Rui?

    Vou experimentar, uma vez que não fazes menção a isso. :))

    ResponderEliminar
  3. Está tudo aqui, Rui.

    Quem escreveu o Soneto e quando o publicaste. Com comentários e tudo.
    Engraçado, acho que já tinhas feito referência ao facto da Maria Araújo, do Cantinho da Casa, ter sido a tua primeira seguidora e, agora, ao ver é que me lembrei disso.
    Cá vai...se achares loooooooooooogo, corta.

    Beijinhos. :)

    -----------------------------------------------

    26/10/2009

    SOBRE AS "COISAS DA FONTE"
    .
    Dedicado à "minha Fonte" :

    Poema de: Alberto Delgado (em 1927 c/ 20 anos de idade))
    (Poeta bucólico /romântico )

    Lindo ! ... tem que ser lido com o sentimento da época


    Sêde de Beijos

    À beira do caminho há uma fonte,
    Que mata a sede a quem vai lá beber;
    De água corrente, solta de algum monte,
    Tem essa fonte eterno padecer.

    Pela tardinha, antes do sol fugir,
    É certo ver ali a conversar
    Dois namorados, que num só sentir
    A ardente sêde vão dessedentar.

    De tal jeito, imitando a dita fonte,
    Unem seus lábios, no sopé do monte,
    Lá quando a noite quase se avizinha...

    Ele mata-lhe a sêde com seus beijos,
    Como se fosse a bica dos desejos...
    E a sua boca fosse a cantarinha !

    .
    às 19:01
    5 comentários :
    1.
    cantinhodacasa 26 de outubro de 2009 às 23:24
    Lindo.
    Como de palavras tão simples, bica,cantarinha, se faz uma cena romântica.
    Responder
    2.
    Rui da Bica 27 de outubro de 2009 às 00:20
    .
    :) A "minha" Bica ... e a "minha" Fonte! :)

    O bucólico / campesino / romântico é mesmo isso (temos que nos situar na época) !

    ... e escrito e publicado em livro, por um rapaz de 20 anos !
    .
    Responder
    3.
    cantinhodacasa 28 de outubro de 2009 às 22:43
    Rui, sobre este poema.
    Foi o Rui que o escreveu na sua juventude, não foi?
    Beijinho
    Responder
    4.
    Rui da Bica 28 de outubro de 2009 às 23:40

    Cantiiiiinhooooo :( ... eu teria que ter 102 anos de idade !!! lol

    Andou perto. Foi realmente um familiar que me foi muito querido !
    Bjs.
    .
    Responder
    5.
    cantinhodacasa 29 de outubro de 2009 às 21:00
    Pois, mas poderia ter sido.
    O nick "Bica" levou-me a deduzir que poderia ter sido o Rui.
    E há muita gente que escreve poesia bucólica
    bj

    --------------------------------------------
    Ehehehe

    A Cantinho pensava que tivesses sido tu a escrever o Soneto!

    Nessa altura ainda não davas aulas de pesquisa, foi no que deu! :)

    Abraço para todos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hehehe... Está longo, mas certo ! rsrsrs
      Não dá para "cortar parte" e não queria "eliminar", Janita ! :)))
      É verdade. Um dos primeiros posts e lá está a "Cantinhodacasa", minha primeira "seguidora" e Amiga ! :))
      Espero que tenhas feito a pesquisa tal como eu referi lá abaixo !?... rsrs

      Abraçaço ! :)

      Eliminar
  4. : ))
    Alberto Delgado - publicado no teu blogue em 26/10/09

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso mesmo, Catarina ! :)
      ... mas toma nota que aqui, o importante é conseguirem pesquisar do modo mais rápido, apenas com alguns segundos !
      :)

      Eliminar
    2. O método que utilizei foi tão rápido que não estou a ver como poderia ser mais rápido!! : )

      Eliminar
    3. rsrs... Então,... BOOOOA ! :))
      Será mais rápido que escrever "Sêde de Beijos e clicar ?... :))

      Eliminar
  5. Olá, Rui!

    Que trabalhera, Deus meu... e sem resultados, ainda por cima.
    Não fui ao Google, tal como pedias, mas estive no teu blogue, embora não o revirasse e não encontrei o tal soneto. Pronto, estou com sêde e não encontro os beijos. Fiquei, todavia, a conhecer textos teus mto giros e interessantes, tal como o anúncio do nascimento do José Rui, suponho k seja teu neto, em 2009, a 09 de novembro. Em 2009, nem eu sonhava que iria ter um blogue, aliás, tinha internet, em casa, há mto pouco tempo.
    Depois, passarei por cá para saber o nome do poeta.

    Agradeço a tua visita e comentário, sempre mto simpático e caloroso.

    beijo e boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Céu :)
      NÂAAAO !... Trabalheira, NÃO. Não disse para irem ao Google. Neste caso é "pesquisa no Blog" !
      Faz como eu disse abaixo. Usa o título do soneto, ou então, por ex. o primeiro verso. Colocas no sítio da pesquisa do Blog (lá em cima à esquerda) e tens logo tudo.
      São uns segundos apenas ! rsrs

      Pelo menos deu para veres esse post do nascimento do meu neto mais novo ! rsrsrs. O outro está lá próximo ! :))

      Beijo

      Eliminar
    2. olá, Rui...

      Já tinha passado por cá, há dias, mas pus-me a ler comentários e respostas e o tempo voou.

      O k to k tu disseste foi k seria aconselhável a não utilização do Google, visto se tratar de pesquisa no blogue. Correto, p de interrogação

      Pois, nem assim, pke qdo vou ao sítio, lá em cima a, c cento grave, esquerda e escrevo o k quero pesquisar, desaparece a lupa e surge uma frase assim - sugestão de Bing - sem resultados.

      Não só o nascimento de um teus netos, assunto mais k importanteeeeee, mas tb outros com mto interesse e humor.

      Parabéns pelo pai k tiveste. Um sentimental, romântico, bucólico e com mta cultura e sensibilidade, mas a net ainda não parava por cá.
      Não conhecia a poesia dele, nem o nome, mas fiquei a pensar k o filho puxou ao pai, como acontece mtas vezes.

      beijo e bom fim de semana. Em Lisboa está péssimo.

      Eliminar
    3. Olá Céu !Sim. Recomendei isso, porque se tratava de um assunto publicado no meu blog e seria mais restrita a pesquisa no blog do que no Google !

      Se eu escrever lá em cima, Sede de beijos ou o primeiro verso do poema, tudo se passa normalmente. Clico seguidamente na lupa e aparece-me o post em causa ! (??)

      rsrsrs ... Bom ! Pelo menos esse precalço trouxe outras vantagens ! rsrs ... Ficaste a conhecer alguns post antigos e por acaso sobre a minha família e não. Por acaso, não "puxei ao pai" ! rsrs... antes tivesse puxado" ! :)))

      Beijo e bom fim de semana, que por aqui ainda está sem chuva ! :))

      Eliminar
  6. Todos
    Peço desculpa mas estou com um problema de falta de sinal (exterior) da minha net, o que não me está a permitir usar o computador. Apenas o tlm. !

    Os comentarios estão moderados e já recebi comentários da Manu, Portugalredecouvertes, janita e não dá jeito nenhum responder pelo tlm.
    Logo que tenha a situação normalizada responderei , mas informam-me que hoje será dificil.
    Lamento e agradeço a V/ compreensão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Portugalredecouvertes

      Recebi da Angela este comentário, por mail :

      Rui, é para escrever diretamente, os comentários estão moderados ?!

      26/10/2009



      SOBRE AS "COISAS DA FONTE"


      Olá Rui, primeiro o Google mandou.me para a Florbela Espanca, fiquei surpreendida porque o esitlo dela é muito mais ardente, insisti e lá apareceu a tua publicação de 2009:

      Dedicado à "minha Fonte" :

      Poema de: Alberto Delgado (em 1927 c/ 20 anos de idade))
      (Poeta bucólico /romântico )

      bom final de tarde,
      abraço
      Angela

      Eliminar
  7. http://coisas-da-fonte.blogspot.pt/2009/10/sobre-as-coisas-da-fonte.html
    Poema de: Alberto Delgado (em 1927 c/ 20 anos de idade))
    (Poeta bucólico /romântico )

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)) ... Claro que certo, Ricardo ! :))
      Quem será o poeta ?...rsrs ... Grande enigma, até pelo nome ! hehe

      Abraço

      Eliminar
  8. Todos

    também comentaram :

    Catarina
    Céu
    Ricardo Santos

    Para já todos acertaram, encontrando o soneto, mas creio que alguns com algumas dificuldades e bastante trabalho.
    Ora, é muito fácil se utilizarem a pesquisa no canto superior esquerdo do meu blog, tal como se fosse o Google.
    Não precisam de utilizar a procura da "Etiqueta", mas sim e apenas como no "exercício anterior ! ... É imediato !... Apenas uns segundos !!! :) ... Experimentem ! Mesmo os que já acertaram ! :)

    Abraço

    ResponderEliminar
  9. 26/10/2009

    SOBRE AS "COISAS DA FONTE"
    .
    Dedicado à "minha Fonte" :

    Poema de: Alberto Delgado (em 1927 c/ 20 anos de idade))
    (Poeta bucólico /romântico )

    Lindo ! ... tem que ser lido com o sentimento da época

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dedicado à "minha Fonte", por motivos que vão ver que são óbvios ! :))
      Foram de certo modo a "Génese" do meu Blog ! rsrs

      Lido com o "sentimento da época (1927), porque nesta altura actual, até pode parecer algo "piroso" falar em namorados a beijarem-se na fonte !... mas na altura, não ! :)))

      Eliminar
  10. Naquela altura tinhas uma foto de perfil muito engraçada... hehehe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hehehe ... Na altura, ainda anónimo e do outro lado do aquário, com óculos de mergulho ! rsrsrs

      Eliminar

  11. Este poema (que é uma ternura) publicaste-o aqui sim, a 26 de Outubro de 2009, dois dias após a criação do Coisas da Fonte.

    Nesse post referes o seu autor, Alberto Delgado, e pela data de nascimento pode muito bem ser o teu pai.

    Depois dirás... como também terás mesmo de explicar a história da cacofonia.
    É que já li e reli o poema e não encontro nenhuma...

    Beijinhos cacofónicos
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora bem ! rsrs... Na mouche ! ...:)))
      Trata-se de facto do Meu Pai !!! ... nascido em 1907.

      Ele ensinou-me muito sobre poesia ! ... Não me transmitiu o seu talento poético, mas sim a "técnica" da poesia !

      Teria eu uns 10 anos e muito curioso e orgulhoso por Ele !... Lembro-me que, sobre este soneto, falarmos sobre o último terceto (eu era muito curioso!)

      Ele mata-lhe a sêde com seus beijos,
      Como se fosse a bica dos desejos...
      E a sua boca fosse a cantarinha !

      Ora, tratava-se de "ele" matar a sede de beijos à namorada, tal como se a sua boca (dele) fosse a bica e a dela fosse a cantarinha ! :)) ... (bonito, não é ? )...
      Eu perguntei se não teria ficado melhor usar "dela" em vez de "sua". rsrs
      Ele respondeu-me e ensinou-me que resultaria daí uma "cacofonia" ! O último verso ficaria :
      "E a boca dela fosse a cantarinha" ... "bô cadela" (cacofonia) !... Fiquei a saber aos 10 anos ! rsrs

      Beijos da "bica" para a ... tua face (não na cantarinha) :)))

      Eliminar
  12. Bom, utilizei o 1º verso da segunda quadra e encontrei o poemas num post de 27/10/2009. O autor ´Alberto Delgado Até aqui sem problema. O problema é que gostei do poema e fui procurar outros poemas do autor, e não encontrei. Encontrei um poeta espanhol com estes nome, mas nasceu em 1965. De modo que se lhe for possível, gostaria de saber mais sobre o autor.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :))) ... Este é um deles, do livro "Avé Marias", do Meu "Manel da Lenha", em 1927, Elvira ! rsrs
      Infelizmente já não restará nenhum dos livros (eu tenho, claro), nem a Internet tem qualquer registo de há 90 anos ! :((
      O Meu Pai era um romântico, sonhador, bucólico (viveu muito tempo na aldeia, na sua juventude) teve esse livro publicado e outro que o não chegou a ser, tem muitas coisas dispersas e era exímio nas quadras heptassilábicas, da qual a mais conhecida é uma que venceu o concurso de "Quadras de S. João, do JN (alusivas ao "mote" S.João do Porto) em 1939 :

      Os olhos dos meus filhinhos
      Quando estão p'ra adormecer
      São tal e qual balõezinhos
      A apagar e a acender

      Eliminar
    2. Obrigado pela gentileza, Rui. E parabéns, eu gostei muito do poema.
      Já partilhou outros no blogue?
      Um abraço e uma boa semana

      Eliminar
    3. Não partilhei, Elvira, mas é uma possibilidade ! :)
      Poesia despretensiosa, leve, sonhadora, romântica, campesina e com uma visão (poética) algo deslocada no tempo !
      Guardo o livro, religiosamente, como será de calcular ! :))

      Abraço ! :)

      Eliminar
  13. E antes de ir para o Google ou para o blogue, vou procurar pistas nos comentários que antecedem...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :))) ... És "o máximo", minha querida Amiga ! rsrs
      Olha que o Ricardo vem já "pegar contigo" ! rsrsrs

      Eliminar
  14. Não há pistas nos comentários :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hehehe ... Pois ainda não havia ! :)))

      Eliminar
  15. Alberto Delgado - em 1927 c/ 20 anos de idade
    http://coisas-da-fonte.blogspot.pt/search?q=sede+de+beijos
    (fui lá ter direitinha, será que também dá para fotografias?)
    um beijinho e boa-noite

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)) ... Bingo !... Estás a ver como não é difícil ?... :))
      ... e demora apenas alguns segundos ! hehehe

      Não. Para fotografias no Blog, não dá. Terás que seguir as instruções dos dois posts anteriores, que também é muito fácil ! :)

      Beijinhos :)

      Eliminar
  16. http://coisas-da-fonte.blogspot.com/2009/10/sobre-as-coisas-da-fonte.html
    Está aqui tudo.
    Sem dificuldade nenhuma.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Certíssimo, Pedro ! ... Já é habitual ! rsrs
      Claro que é muito mais simples do que possa imaginar quem não está por dentro "destas coisas". Por isso é que me estou a dar ao trabalho (um prazer) de levar "estas coisas" ao conhecimento de todos ! :)

      Abraço, Pedro ! :)

      Eliminar
  17. Bom dia Rui,

    Que ideia tão engraçada e divertida a sua :)

    Vou tentar a minha sorte:

    O autor do poema bucólico é Alberto Delgado, que o escreve em 1927, com 20 anos de idade. Pelo que consegui apurar, é um familiar seu (talvez um tio?).
    Este poema foi publicado no seu blogue em 26/10/2009, quando tinha o engraçado nickname de "Rui da Bica".

    Um beijinho, Rui :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :))) Olá Miss Smile ! :)) ... Considero essa apreciação um "piropo" e fico feliz com essa apreciação ! :))

      Claro que está certo e certamente não foi por sorte ! :))

      Meu Pai e não tio ! ... O apelido pode ter induzido em erro, mas isso é outra estória que eu explico :
      Eu também sou Delgado, mas o Meu pai, não gostava de "usar" o "Espírito Santo" (já nessa altura ! hehe)

      "Da bica", porque relativo à "Fonte" e suas "Coisas" ! rsrs (Lugar da Fonte) e soneto "inspirador" até por haver uma fonte na rua onde resido ! rsrs

      Beijinho ! :)))

      Eliminar
  18. Todos

    Entretanto, também recebi comentários, TODOS com RESPOSTA CERTA, de :

    JU,
    Afrodite,
    Elvira Carvalho,
    Redonda,
    Pedro Coimbra
    Miss Smile

    O problema da net já está resolvido e após o almoço darei resposta aos comentários !

    Não sei se encontraram o soneto pela via que eu "pretendia", mas se não o fizeram, experimentem colocar o título do soneto -
    Sêde de beijos - ou então, por ex. o primeiro verso - À beira do caminho há uma fonte - na janela de pesquisa do meu blog, lá em cima no canto esquerdo e cliquem na lupa.
    São apenas uns breves segundos e aparece-lhes a resposta de imediato !

    Como vêem, é muito simples e não se perde tempo em pesquisas complicadas ! :)

    Abraço a todas/os ! :)

    ResponderEliminar
  19. Todos

    Entretanto, também recebi comentários, TODOS com RESPOSTA CERTA, de :

    JU,
    Afrodite,
    Elvira Carvalho,
    Redonda,
    Pedro Coimbra
    Miss Smile

    O problema da net já está resolvido e após o almoço darei resposta aos comentários !

    Não sei se encontraram o soneto pela via que eu "pretendia", mas se não o fizeram, experimentem colocar o título do soneto -
    Sêde de beijos - ou então, por ex. o primeiro verso - À beira do caminho há uma fonte - na janela de pesquisa do meu blog, lá em cima no canto esquerdo e cliquem na lupa.
    São apenas uns breves segundos e aparece-lhes a resposta de imediato !

    Como vêem, é muito simples e não se perde tempo em pesquisas complicadas ! :)

    Abraço a todas/os ! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todos

      Mais um comentário da LM .

      Desta vez e atendendo a que "isto" não é uma "competição" e que praticamente todos estão acertar, vou libertar os comentários e continuaremos a "conversar" a partir dos comentários que até agora estavam retidos e passarão a ficar livres.

      :)

      Eliminar
  20. Autor - Alberto Delgado, um desconhecido para mim...lamento!
    Publicaste-o a 26 de outubro de 2009 ainda como Rui da Bica e foi dedicado à tua Fonte!
    Eu não comentei...talvez ainda não pertencesse ao círculo!

    Abraço

    LM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá LM :)) ... Não tens que "lamentar". É absolutamente legítimo !... até por que já lá vão muitos anos. Meu Pai faleceu em 1971 ! :(

      Esse post foi mesmo um dos primeiros. Tinha eu o Blog há apenas há 2 dias !!! rsrs ... Nessa altura, só a "Cantinhodacasa" ! rsrs

      Abraço !

      Eliminar
  21. Caro Padrinho Mor Rui Espírito Santo.
    Cá está a resposta:
    http://coisas-da-fonte.blogspot.com.br/2009/10/sobre-as-coisas-da-fonte.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Certíssimo e obrigado, amigo e afilhado, João Paulo ! :)

      Abraço ! :)

      Eliminar
  22. ALBERTO DELGADO nace en Madrid en 1965. Tras su experiencia como cánciller de la embajada española en Beirut en tiempo de guerra regresó a España en 1991, afincándose en Murcia, ciudad en la que reside en la actualidad. En Murcia conoció a Javier Puebla con quien mantiene una amistad basada en la lejanía y el respeto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hehehe... Esse é outro, Teresa ! :))

      ESTE, nasceu em 30 de Outº de 1907, no Porto, foi contabilista, orfeonista e director do Orfeão do Porto, poeta e grande dinamizador de eventos vários, morou em Ermesinde (33 anos), director de várias colectividades (Bombeiros V. de Ermesinde, Futebol Ermes. S. Clube, fundador do Clube de Propaganda da Natação e do Rancho Folclórico de Ermesinde, criador das Festas do S. João de Ermesinde (durante 10 anos) e da "Sopa dos Pobres", grande dinamizador sócio cultural e falecido em 21 de Março de 1971 (apenas com 63 anos) !
      O Meu Grande Ídolo !... O Meu Pai !!!

      :)) Um Grande Abraço, Teresa ! :)

      Eliminar
    2. Desculpa, Rui, mas a resposta veio do google em espanhol.

      Eliminar
    3. Não faz mal, Teresa ! :) ... Todos nós sabemos ler o espanhol ! :)

      Eliminar
  23. Olá Rui

    O teu post publicado em 26-10- 2009

    SOBRE AS "COISAS DA FONTE"
    .
    Dedicado à "minha Fonte" :

    Poema de: Alberto Delgado (em 1927 c/ 20 anos de idade))
    (Poeta bucólico /romântico )

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Adélia ! :) Obrigado !

      Espero que tenhas "lá chegado" pelo método que expliquei. Foi ?... Óptimo. É prático, rápido e não dará muito trabalho ao teu Magalhães! :)

      Beijinhos !

      Eliminar
  24. Olá Rui, Não tenho tempo para ler tantos comentários por isso espero não estar a dizer algo que já foi dito: Eu, tanto no texto como nas fotos, quando clico no lado direito do rato aparece-me logo a hipotese «pesquisar na net» já nem preciso de guardar a imagem...
    Também vi que era de 26/10/2009
    BEIJINHOS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Perfeito, papoila ! :) ... mas atenção que esse sistema resulta mais na net (Google), quer para texto como para fotos !
      Acontece que, se já publicada no blog, estará também no Google, mas atenção que o "leque de procura" poderá ser muito vasto, para textos ou palavras !
      Neste caso aconselho fazer copy paste , ou do título do poema ou de um verso, para o local de pesquisa do blog (canto superior esquerdo) e o resultado aparece mais "isolado" (sem necessidade de estar a procurar o link entre tantos do Google) !
      ... mas este sistema não serve para fotos.
      Neste caso, o teu sistema é preferível ! :)

      Beijinhos ! :))

      Eliminar
  25. Olá Rui, não foi dificil, foi à primeira, copiei e pesquisei no Google! Mas não foi com o Magalhães porque o tipo está mesmo decidido a não cuscar (pesquisar) e eu mesmo não concordando vou ter que aguentar a decisão dele.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Booooa, Adélia ! :))

      ... e quanto ao Magalhães,... "se não podes vencer, junta-te a ele", que é o remédio ! rsrs

      Beijinho :)

      Eliminar
  26. Desta vez usei o google, Rui, porque não conhecia o poema, mas só encontrei uma informação em espanhol.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Repara que eu informava que estava no meu blog :
      "Pesquisa no meu blog - Exemplo de que nem só no Google se pesquisam textos."

      Sendo no blog e colocando lá na pesquisa o título do poema ou o 1º verso , temos logo o post .

      Claro que no Google também, só que aparecia no meio de várias outras coisas ! :)
      Uma vez que foi tornado a publicar, aparece agora nos 3 primeiros "resultados" da pesquisa (mas não antes).
      No entanto, não sei se aí, na Alemanha acontece o mesmo. Talvez não. (??)

      Beijo :)

      Eliminar