31/07/2012

UM HOMEM COM ALMA

.
Re-editado

Esta era fácil para quem é português e vive cá ! Seria indesculpável não se reconhecer o maestro, compositor, pianista, escritor, adido cultural na Áustria, apresentador de vários programas musicais na TV, etc., etc., ANTÓNIO VITORINO DE ALMEIDA, um verdadeiro Homem com Alma !

Acertaram, por ordem : M.A.A., MARIA, PEDRO COIMBRA, PROF JOÃO PAULO, ROSA DOS VENTOS, NINA.
A LIS (Brasil) não tinha grandes condições para conseguir reconhecê-lo !

O nosso “confrade” João Paulo (sendo brasileiro) é um caso à parte de persistência e capacidade de pesquisa !!! … Como amante que é do cinema e da música clássica , acabou por lhe dedicar hoje um Post no seu Blog , que recomendo que acompanhem !






INICIAL :
.
Serão capazes de saber de quem se trata ?... Parece-me fácil !
É uma personalidade portuguesa, embora já com muitos mais anos em cima !



.

44 comentários :

  1. Estimado amigo Rui da Bica!
    Não sei se acertei... Vou enviar a resposta via correspondência eletrônica.
    Caloroso abraço! Saudações musicais!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    PS - Se minha resposta estiver correta lembrei-me da película "Os cinco mil dedos do Dr. T"...

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente não sei Rui e pesquisar sem nenhuma referencia é difícil_ homem com alma? tem um escritor que escreveu sobre vender a própria alma mas não é português e sim americano.
    Enfim, nenhuma pista a foto não me diz nada rs
    abraços abraços e seja mais bonzinho -deixe pistas... rs principalmente pra quem pouco entende de enigmas portugueses rs
    meu abraço Rui

    ResponderEliminar
  3. Prof João Paulo de Oliveirta
    Não é a personalidade que indicou por mail, mas andou por lá muito perto, sob certos pontos de vista ! :)))
    Abraço !
    .

    ResponderEliminar
  4. lis
    Eu compreendo, lis ! :) Trata-se de uma personalidade portuguesa, ainda viva e muito conhecida de todos os portugueses ! Para estes será fácil identificá-lo através da foto !
    Para vocês brasileiros não será nada fácil sem pesquisa e ainda não há dicas suficientes para ela ! :)
    “Alma”, realmente, aqui tem 2 intensões ! :)
    Beijinho !
    .

    ResponderEliminar
  5. Estimado amigo Rui da Bica!
    Só me resta rogar para a Santa Sofia, Padroeira dos Pesquisadores Atarantatos!!!
    Folguedos a parte, apesar de ainda não saber quem é o ilustre habitante do reino distante além-mar, já faz algum tempo que fiquei encantando em conhecer em minhas pesquisas o seu conterrâneo, nascido em Viseu, o musicólogo-investigador, o distinto Sr. José Lúcio Ribeiro de Almeida!!! Certamente você já conhece, mesmo assim não deixe de acessar

    http://www.youtube.com/watch?v=Cpc7dhtwA4Q&feature=plcp

    ou então acesse o site
    http://www.jose-lucio.com/

    Caloroso abraço! Saudações aprendizes!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  6. Onde se lê encantando leia-se encantado.

    ResponderEliminar
  7. Olha quem é...bem mais novo.M.A.A.

    ResponderEliminar
  8. Prof João Paulo de Oliveira
    Vi o site e o vídeo !
    Não é ele, caro João Paulo ! :) … se vir bem as fotos dele ou o vídeo não corresponde ao do post !
    Por acaso, não o conhecia.
    Atividade muito interessante a deste José Lúcio !
    Abraço !
    .

    ResponderEliminar
  9. M.A.A.
    Preciso de uma pequena dica que só eu entenda ou então por mail para coisasdafonte@gmail.com
    o respectivo nome ! :))
    Compreenderá que pode estar a pensar numa personalidade que não corresponda à da foto ! :))
    Obrigado !
    .

    ResponderEliminar
  10. Dá música enquanto varre a rua na aldeia eheheh

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  12. Estimado amigo Rui da Bica!
    Quando enviei-lhe as indicações do musicólogo sabia que não era a pessoa do enigma, mas acertei em indicá-lo, porque você não o conhecia. A atividade do José Lúcio merece ser divulgada!
    Caloroso abraço! Saudações musicólogas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  13. Este é fácil, Rui.
    Benfiquista dos sete costados, grande divulgador de música clássica e erudita, pai de duas belas raparigas, uma dedicada ao cinema, a outra à política.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  14. Penso que é um cavalheiro , nascido em 1940 e que já teve um burro em casa.....está com ar muito mais velho...não vou referir a principal actividade dele, mas que não larga a bengala , não....M.A.A.

    ResponderEliminar
  15. maria
    É verdade ! :)) … e ultimamente (na TV) tem dado música na aldeia enquanto os outros trabalham ! eheheh

    Beijinho !
    .

    ResponderEliminar
  16. Prof João Paulo de Oliveira
    Muito interessante ! O cavaquinho é um instrumento muito popular (em todos os sentidos) e relativamente fácil de aprender a tocar, como o José Lúcio explica ! Já a actividade da figura da foto é muito mais erudita e com um curriculum invejável !
    (Agora brincando : ) Já o Cavaco tem vindo a tornar-se bastante impopular ! … eheheh

    (Cavaco – Presidente da República – efeitos da crise)
    Abraço !
    .

    ResponderEliminar
  17. Pedro Coimbra
    eheheh
    Claro que sim ! … nem era preciso tanto ! :))) Quem não saberá agtora ? eheh

    Abraço ! :)
    .

    ResponderEliminar
  18. M.A.A.
    Tenho uma vaga ideia do burro ! eheheh
    A bengala, não a larga há décadas ! :))
    Certíssimo ! … já antes estava, mas assim está confirmadíssimo ! eheh
    .

    ResponderEliminar
  19. Também Rui, também eheheh

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  20. Estimado amigo Rui da Bica!
    A Santa Sofia, Padroeira dos Pesquisadores Aflitos, Atarantados e Desorientados é realmente poderosa, porque graças a sua valiosa intercessão consegui resolver o enigma!!!!
    Folguedos a parte, graças as preciosas pistas do nosso estimado confrade Pedro Coimbra consegui resolver o enigma!!!
    A resposta enviei-lhe através de correspondência eletrônica...
    De certa forma deste o início estava no caminho certo!!!
    Quer dizer que o nobilíssimo cidadão também precisa de bengala para se locomover?!...
    Caloroso abraço! Saudações musicais!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    PS - Preciso encontrar a película "Os cinco mil dedos do Dr. T"

    ResponderEliminar
  21. Estimado amigo Rui da Bica!
    Tenho a mais absoluta convicção que esta maldita crise, que os assola, passará com celeridade!!!
    Vocês precisam reagir a este sentimento de menos valia!!! Lembre-se os magníficos feitos do passado, quando imperava o obscurantismo e vocês com muito destemor singraram mares nunca dantes navegados e espalharam a cultura portuguesa, que deu um caráter peculiar de acordo com o local colonizado!!!!
    Caloroso abraço! Saudações esperançosas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  22. Estimado amigo Rui da Bica!
    A lambisgoia da Agrado disse que você é mais novo que o distinto senhor do enigma, mas continua um pão enquanto o erudito já dobrou o Cabo da Boa Esperança...
    Caloroso abraço! Saudações agradoianas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  23. maria
    Por acaso não gosto muito do anúncio ! :))))

    Beijinho :)
    .

    ResponderEliminar
  24. Prof João Paulo de Oliveira
    Nada como ser persistente ! eheheh … e ter fé na Santa Sofia ! :)))
    Certíssimo ! :)
    Confesso que logo na sua 1ª resposta quando falou no filme "Os cinco mil dedos do Dr. T", pensei que tinha acertado em cheio ! :)))

    Política e crise – os portugueses até estão a suportar com muita calma toda esta situação, que diga-se, não é apenas portuguesa, mas principalmente europeia e até americana, mas estes têm outros “mecanismos” para a ultrapassar !
    A classe média tem tido um “prejuízo” de cerca de 1/3 do dinheiro disponível, relativamente há 2 anos atrás, para pagamento da enorme dívida que foi acumulada e que tem que ser paga a quem nos emprestou o dinheiro. Viveu-se à grande durante demasiado tempo (o governo e as pessoas) ! :((

    Abraço !
    .

    ResponderEliminar
  25. Foto mesmo muito antiga!
    Não gostei muito de o ver lá pela aldeia...
    Sei lá, quando vejo personalidades com tanto valor a entrarem em publicidade fico incomodada...mais por eles do que por mim!

    Abraço

    ResponderEliminar
  26. Então se o homem mantém os mesmos traços, não haveria de ser reconhecido, amigão?:))

    beijocas aos 2 com cheirinho transmontano.:))

    ResponderEliminar
  27. Rosa dos Ventos
    Tal como eu ! :) Exactamente o que penso !

    Beijinho, Rosa! :)
    .

    ResponderEliminar
  28. Nina
    eheheh
    Foi para “apalpar a audiência”, uma fácil ! :))
    Como estive uns dias sem andar por aqui (uns problemazinhos de saúde relacionados com a operação) pensei que estivessem todos de férias ! Afinal ainda há uns 6 ou 7 que vão aparecendo ! eheh
    Tudo gente boa ! :)))

    Beijinho !
    .

    ResponderEliminar
  29. Estimado amigo Rui da Bica!
    Fiquei honrado com a deferência em divulgar a publicação, que fiz do seu nobilíssimo patrício, no vagão do Expresso do Oriente sob meu comando!!
    Aproveito o ensejo para dizer-lhe que as pesquisas que nos propõem têm sido um valioso recurso para "esquecer" momentaneamente as dores crônicas, advindas de múltiplas artroses, que não me dão trégua...
    Se minha saudosa mãe estivesse entre nós diria que sou muito atrevido e deveria fazer penitência por adentrar na casa alheia como visita e de repente, por conta do meu atrevimento, já até abro a geladeira, como se estivesse em casa!!! Ficarei atento para me portar como visita comportada na sua casa, digo, seu imperdível blog, e prometo que não irei mais bisbilhotar a sua bem abastecida adega!!!!
    Caloroso abraço! Saudações comportadas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  30. Férias?!
    Quais férias? :-))
    Eu estou de serviço 24 horas por dia!

    Abraço

    ResponderEliminar
  31. Prof João Paulo de Oliveira
    Ora ! :))… não fiz mais que a minha obrigação ! Eu é que teria que lhe agradecer primeiro essa sua deferência em publicar esse seu post e fazer referência a este !
    O meu Caro Amigo João Paulo merece todas as atenções, se assim lhe quiser chamar e a minha maior estima ! :))
    Folgo em saber que o tempo “perdido” nas pesquisas, não o é de todo perdido ! Traz algumas vantagens ! eheh
    Só é pena estar tão longe e não haver a possibilidade próxima de adentrar pela minha casa (real) e sentir-se como em sua própria casa na companhia de um Grande Amigo !

    Grande abraço ! :)
    .

    ResponderEliminar
  32. Rosa dos ventos
    eheheheh … eu sei ! … isso do “estágio” não dura sempre ! eheheh
    É por isso que tendo eu já feito todos os “estágios” possíveis com os meus 6 netos (de 3 filhos) estou sempre de “serviço de piquete” para os imprevistos, quantas vezes já com outros programas esboçados, tal bombeiro à espera de chamada para incêndios ! :)))

    Beijinho !
    .

    ResponderEliminar
  33. Não tenho tido muito tempo para visitar os amigos por isso só agora cheguei e muito a tempo de relembrar os excelentes programas de divulgação musical que o maestro fez na RPT há muitos anos atrás!

    Beijo.

    ResponderEliminar
  34. Problemazinhos?:((
    Bem...estás melhor, não é?:))

    (adivinhaste o que acontecem aos tarecos da minha mãe e não adivinhas a razão que me levou a tirar milhentas fotos ao meu Gui, hoje?:))

    beijocas aos 2

    ResponderEliminar
  35. Não vi o desafio inicial, mas podes ter a certeza que não precisava de legenda... :)))

    Uma grande beijoca para ti!

    ResponderEliminar
  36. Já fui visitar o post do Prof. João Paulo de Oliveira, Rui.
    Este desafio era fácil para mim.
    Sou fã do Maestro.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  37. Graça Sampaio
    :)) Este período não é muito adequado para blogar , Graça ! Aparecem sempre “coisas” que nos fazem desviar a s atenções para outras coisas e também porque muitos dos “habituais” estão em período de férias e logo chegam e vão outros ! :)
    Quanto ao Maestro, o que mais me impressionava nele era o seu poder de comunicação e o entusiasmo que punha no que dizia. Fazia as pessoas gostarem de música !!!

    Beijinho ! :)
    .

    ResponderEliminar
  38. Nina
    Quanto aos tarecos era fácil ! eheheh Nunca mais me esqueço do que se passava com o meu 1º filho quando ainda não chegava, com o olhar, ao cimo dos móveis, mesas, etc. O passatempo dele era pousar o bracito em cima dos móveis com as mais diversas coisas e arrastá-lo, levando juntamente tudo o que lá estava até ver tudo escacadinho no chão ! )
    Não podíamos ter nada em cima dos móveis ! )))
    Quanto à outra parece que já acertei ! eheheh (pelo menos tentei ! eheheh).

    Dá um beijo meu ao Gui ! :)) … Eheh … eu disse um, não disse duzentos e trinta e sete !!! :)))
    .

    ResponderEliminar
  39. Teté
    Claro que era fácil, Té ! eheh,… mas era para ir “testando” a “plateia” sem assustar ! :)))

    Beijoca ! :)
    .

    ResponderEliminar
  40. Pedro Coimbra
    Claro que para nós era fácil, Pedro ! :)) … já o mesmo não se poderia dizer para os amigos do Brasil ! eheheh

    Abraço !
    .

    ResponderEliminar
  41. Mais uma vez cheguei atrasado. Irra!!!
    Se eu contasse o episódio do burro teria ajudado alguma coisa?

    1 abraço!

    ResponderEliminar
  42. Kok
    Claro que sim ! Eu sei que ele teve um burro, mas mais nada !
    Conta ! Enes

    Abraço ! :))
    .

    ResponderEliminar
  43. Lol
    Não sei como ė que apareceu em cima o Enes ! Eheheh
    Claro que não tem nada a ver !
    .

    ResponderEliminar
  44. Enes? o que posso dizer?
    "Eles" "andem" ai........

    Sobre o burro do Maestro recordo de ele contar o seguinte:
    1-Levou de Trás-os-Montes para Lisboa um burro que lhe deram (?), sentado no banco de trás do automóvel.
    2-Numa esplanada em Lisboa (a nordeste no Parque Eduardo VII), abancou com uns amigos e mais o burro; pediram cervejas (ou lá o que foi) e um prato com bolos de arroz para o burro! E apesar da relutância do empregado o que é certo é que o burro foi "servido" com os tais bolos de arroz.

    Juro que tudo isto não é fruto da minha imaginação; foi ele mesmo que anos atrás o relatou (salvo erro) num programa do Júlio Isidro na RTP.

    Já disse. Um abraço!

    ResponderEliminar