22/07/2015

FALAR DE VINHO . 3


CONHEÇA OS PRINCIPAIS TIPOS DE VINHOS - 3


No mundo são produzidos vários tipos de vinhos, alguns mais conhecidos, outros menos . Cada país/região tem a capacidade de produzir um vinho único, com características singulares. Por exemplo, a Hungria produz o vinho de Tokaj, ainda pouco conhecido por aqui, mas amplamente conhecido pelos apreciadores, profissionais e estudiosos. A Itália, exibe o seu vinho Santo, um exemplar vinho de sobremesa que deixa todo mundo com água na boca. Na França produzem-se maravilhosos champagnes entre outras pérolas. Mas estes são apenas alguns exemplos da enorme variedade que existe no mundo dos vinhos, de uma maneira geral, temos os brancos, tintos, rosés, espumantes/champagnes e vinhos de colheita tardia, que nos presenteiam com vinhos de sobremesa. Além, dos frisantes italianos, cavas espanhóis, etc.. todos produzidos com métodos bem parecidos, mas que contam com seus nomes e características regionais.
POST_TINTOTinto
É o tipo de vinho mais popular e mais consumido em todo o mundo. Possui uma cor 
avermelhada escura, ou, cor de vinho (rsrs), que é derivada dos pigmentos presentes 
na casca da uva. Assim um vinho tinto é feito a partir de uvas tintas que foram prensadas 
juntamente com a sua casca.
POST_BRANCOBranco
É um vinho produzido a partir de uvas brancas ou tintas, porém quando a uva é tinta, 
só a polpa é prensada e fermentada sem contato com as cascas, pois é ela que dá 
cor ao vinho. Sua coloração varia do mais pálido amarelo-esverdeado até o mais 
profundo dourado-âmbar.
POST_ROSERosé ou Rosado
É um vinho de coloração rosada, intermediária entre os tintos e os brancos. Esta cor 
pode variar de um laranja pálido a um púrpura, dependendo das uvas utilizadas 
e técnicas de fermentação. rosé é resultante da fermentação do suco  extraído de 
uvas tintas, na qual há um curto contato das cascas com o mesmo, com a finalidade de 
se atribuir um leve toque rosado de cor e sabor levemente tânico à bebida. 
Também é produzido pelo método de sangria, aqui o vinho é retirado da parte inferior 
das cubas de aço inox onde está fermentando.
POST_ESPUMANTEEspumante / Champanhe
Espumante é um vinho que tem nível significativo de dióxido de carbono, que o faz 
borbulhar quando servido. O Dióxido de carbono resulta de fermentação natural, seja 
ela feita dentro da garrafa (Método Tradicional) ou fora dela (Método de Tanque). 
As borbulhas de CO2 que se formam durante o serviço, são denominadas perlage
Em alguns lugares do mundo a palavra champagne é usada como sinônimo de 
espumante, o que é vedado inclusive por algumas legislações, pois champagne é a 
região da França onde nasceu esse método, e só espumantes produzidos lá podem 
ser chamados assim. Note-se que o Champagne é um espumante, mas não o é o
 inverso. Seria o mesmo que chamar Porto a um vinho fortificado feito em qualquer 
outra zona do mundo, que não o Douro.
POST_PORTOSobremesa / Fortificado
Aqui, as grandes variantes de vinhos ! É um vinho doce e geralmente mais alcoólico. 
É de costume ser acompanhado de uma sobremesa, porém muitos o apreciam sozinho. 
Os mais conhecidos são: Moscatel, Sauternes, Tokaji Aszú, Eiswein, (ou Icewine), Beerenauslese, Trockenbeerenauslese. Ou vinhos fortificados tais como o Xerez, Porto 
e o Vin Doux Naturel.
Existem basicamente três formas de produzir vinhos doces: concentrando os 
açúcares nas uvas, adicionando um componente doce ou interrompendo a fermentação. 
Na França os vinhos produzidos pela adição de álcool chamam-se Vin Doux Naturel
ou vinho doce natural. Em Portugal, o Vinho do Porto é produzido dessa maneira, 
fazendo-se parar a fermentação com a adição de álcool. 

.

33 comentários :

  1. Antigamente havia uma frase que supostamente era dita, em forma de pergunta, pelas hospedeiras de bordo ou aeromoças, na linguagem dos nossos irmãos de além Atlântico, :
    " Chá, café ou laranjada"...Lembras-te, Rui? Agora até nas viagens aéreas servem um vinhinho...:)
    Vem isto a propósito de me sentir já com a cabeça à roda!! :))
    Sim, que isto só de olhar e ler é como se estivesse a beber! Lol

    No próximo post, a seguir ao que falta, tens de vir de bilha de barro servir uma água fresquinha, num pucarinho de barro, ó Rui! eheheh

    Não leves a mal - estou a brincar para desanuviar as mentes entorpecidas pelos efeitos do álcool mas, sobretudo, para não estar calada :))

    Beijinhos, Rui!

    Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lembras bem ! :)) ... Hoje em dia é um luxo, se bem que, creio que com tendência para acabar, como já acontece com os voos low-cost.
      Ainda me lembro de ter que pagar o vinho que hoje é oferecido nas refeições a bordo.

      Não me digas que só falar no assunto já te põe tonta !? ... ehehe

      Vamos então falar de água, que é um bom tema ! Não da del cano, mas das engarrafadas que é já um "mercado" com um enorme crescimento ! Vê lá que só das "normais" tipo Luso, Serra da Esttyrela, Marão, Monchique, etc., há uma infinidade. Se formos para as minerais gasosas naturais ou não (medicinais), tipo Pedras Salgadas, Vidago, etc. há imensas e se formos para as estrangeiras que estão agora a invadir Portugal, algumas que eu gosto muito como S. Pellegrino, há outras como Perrier, Evian, Acqua Panna, ... a oferta é infindável !
      ... rsrs ... Portanto, podes estar à vontade,l que não falta nada ! :)))

      Beijinhos, querida amiga ! :))

      Eliminar
  2. Ruiamigo

    Branco ou tinto? Muito!

    Tinha um Amigo que, quando se lhe tentava deitar o vinho no copo dia Não ponhas que eu bebo!...

    O meu Pai era do Cartaxo, a minha tia avó tinha casa e vinhas no Vale de Santarém, por isso eu percebo alguma coisa de vinhos; de qualquer jeito, agradeço-te os ensinamentos.Dia em que não aprendemos nada - não é dia nem nada... :-)))

    Abç do alfacinha

    A TRAVESSA espera pelam tu visita e respectivo comentário...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. rsrsrs ... Não é o meu lema, Henrique ! eheh ... Branco ou tinto, ... Bom e de acordo com a ocasião ou com o prato ! :))

      Repara que não me considero, de modo algum, um expert ! ... Acontece é que já tive um período na minha vida, em que estive muito ligado aos Vinhos e ficaram alguns conhecimentos !

      Abraço ,... com tripas ! rsrs

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Não ligues a essas coisas, que eu também não ligo ! Farto-me de cometer erros de teclado e até ortográficos e mal seria estar sempre a corrigir depois de "escapar" ! rsrs
      Todos nós sabemos que a blogosfera (os teclados e a rapidez) geram situações dessas ! :( ... Paciência ! rsrs

      Eliminar
  4. Vou comprar o Tokaj se o encontrar.
    Adoro os frisantes italianos. Um copo de prosecco acompanha muito bem umas tramezzini. : )
    Não se referiste aos ice wines do Canadá!! : ))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tokaj, Tokay, Tokaji, é um vinho Húngaro de sobremesa, excepcional e com uma variedade imensa ! :))
      Já experimentei vários (atenção ao nº de "Puttonyos" que indicam o grau de doçura) ! Quanto maior o nº mais doçura ! O Royal e o Oremus, muito bons !

      Também adoro os frisantes italianos e ainda agora comprei uma caixa de 12 Rosatello, muito docinho, para agora para o verão, para beber fora das refeições !

      Os "prosecco" (como os espumantes em geral), diria que harmonizam com quase tudo, especialmente com entradas ou coisas "leves" !

      Referi-me aos Icewines (versão Canadá) como Eiswein (versão alemã) ! :)) ... Há principalmente nesses dois países.
      Para quem não sabe permite-me uma explicação : trata-se de vinhos de sobremesa, muito doces, feitos de uvas de "colheita tardia", uvas muito maduras e portanto muito doces, já em dezembro ou janeiro, quando as vinhas estão carregadas de neve e curiosamente, em geral as colheitas até são feitas à noite, ou de madrugada para manter a neve ! rsrs ... Uma verdadeira maravilha estes vinhos !!!

      Eliminar
    2. Uma boa questão Catarina ! Tu saberás porquê, mas talvez outros não saibam !
      Nestes vinhos de colheita tardia (colhidas as uvas no Inverno, em Dezembro, ou Janeiro, com neve) as uvas estão sobre-maduras e muito doces. O Ice Wine é muito doce !!! Porquê ? ... Imagine-se as uvas passas. As uvas são muito doces porque já perderam muito do seu "líquido" nos bagos. Ora isso quer dizer que a rentabilidade (a quantidade de vinho produzido) é muito inferior aquela que se conseguiria com as uvas em situação normal, logo,... potencialmente as mesmas uvas, ainda mais trabalho e cuidados no inverno, para tão pouca quantidade de vinho (líquido), forçosamente tem que ser caríssimo ! ... mas vale a pena, porque sai um néctar dos Deuses ! rsrs ... Quem já bebeu sabe o que estou a dizer ! ... e a Catarina sabe bem !
      :)

      Eliminar
  5. Dispenso qualquer bebida doce, seja ela qual for, por muito que tente não gosto mesmo e do Rosé também não!
    Gosto de vinho tinto, de branco é muito raro mesmo e Espumante só em situações muito especiais apenas para brindar.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ) … Estranho não gostares de bebidas doces, boas para beber com doces e bem refrescantes ! Todas elas se devem beber bem frescas a muito frescas, senão, tornam-se enjoativas !

      Por mim, gosto de variar o mais possível, nas mais diversas situações. Dá-me prazer beber coisas novas, até pela experiência e conhecimento que fica ! )
      Já que falaste em espumante, um conselho para todos :
      O espumante acompanha bem tudo, mas geralmente comete-se o erro de se beber no fim das refeições, habitualmente com o doce, quando para isso se deve beber um Porto, ou um fortificado dos acima mencionados !
      A beber-se espumante, ou é para acompanhar toda a refeição (ele harmoniza bem com tudo), ou então como entrada, com uns aperitivos ou acepipes !

      Beijinhos ! :)

      Eliminar
  6. Olá Rui, estou atrasada mas estou a tentar recuperar a aula de enologia, isto deve-se ao facto de ter tido amigos de França por cá, então também saboreamos juntos alguns copinhos, de preferência vinho verde branco muito apreciado pelas senhoras, dando atenção às garrafas, que sejam de 9 ou 10º!

    um bom fim de tarde para ti
    Angela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Angela ! Nunca estarás atrasada ! rsrs … É sempre bom beber um verde branco fresquinho, mas ainda melhor na companhia de amigos, como terá sido o caso ! )
      Exactamente um vinho de pouca graduação alcoólica 9 a 10º, mas é de notar que a casta Alvarinho (varietal) poderá andar pelos 12º ou até 13 ! …. E eu acho que não são propriamente vinhos de senhoras, mas sim para todos ! :)

      Passa uma boa noite !
      :)

      Eliminar
  7. Muito bem, mais uma aulinha!
    Também todos os vinhos doces...não gosto mesmo nada e não me caiem bem.
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. …. (???)… mais “excepções à regra”, papoila ? … e eu a julgar que todas as senhoras gostariam de vinhos doces (entre outros, claro ) ! ))
      Temos que esclarecer isso ! … O conceito e a “extensão” de doce. Será uma questão de grau alcoólico em certos doces ? … é que não vejo porque possam “caír mal” , só pela doçura ! (?).
      :)

      Eliminar
  8. Rui achas estranho eu não gostar de bebidas doces? então o que achas de eu não gostar de chocolates, de gelados ou de qualquer doce? Ok, ok, já percebi, eu sou ave rara.

    Um beijinho doce! Como? Ah com muito carinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Ok. Adélia. Uma coisa é não apreciar coisas doces, outra coisa é, só por os vinhos serem doces fazerem mal, como diz a papoila ! :) …
      Não se trata de uma questão de diabetes, pois não ? … É que se for, está explicado !
      Rsrs… Não és “ave rara”, mas sim uma amiga especial ! :))

      Beijinhos doces ?... OK ! … Nunca fizeram mal a ninguém ! :)

      Eliminar
  9. Atão e o vinho verde? Ganda falha... :)))

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (???) … Essa agora é que não percebi, Teté ! (???) … Temos aqui falado muito de Vinho Verde, vinho da Região dos Vinhos Verdes, na prática, vinho do Minho e algumas pequenas ramificações muito limitadas ! … é que fiquei a pensar se se julga que há vinhos tintos, brancos, rosés, fortificados, espumantes e … Verdes !!! (???) … Nem pensar !!!
      … mas foi bom teres falado nisso, para mais uma vez eu fazer notar que Vinho Verde, não é “uma qualidade de vinho” tal como o que se mostra na foto do post, mas sim vinho de uma das Regiões demarcadas, como todos os outros (e só para citar algumas) : Douro, Dão, Beiras, Bairrada, Alentejo, etc., etc. para além das sub-regiões.
      Se tiveres alguma dúvida, ou se eu percebi mal, diz ! :)

      Beijocas

      Eliminar
    2. Por acaso achava, qué pra veres o que percebo de vinho. Qu'é nada e nem para bebê-los sirvo, que só gosto de alguns verdes e brancos. E de alguns Portos e espumantes docinhos. Ou seja, nada que um verdadeiro connaiseur não olhe com alguma desconfiança... :)

      Jinhos

      Eliminar
  10. Pois muito bem mais este texto que, sem o fazer expressamente, nos convida a beber um desses deliciosos nectars (excepto à Adélia e à Catarina), sejam num apropriado cálice, sejam num vulgar copo.
    Sobre os vinhos verdes? Há quem opine que não são exactamente vinhos mas isso é lá com eles. Eu gosto (especialmente brancos Loureiro, bem frescos), mas não bebo os que têm adição de gaz para os fazer "borbulhar".
    De champagne não não sou apreciador. Todavia sou gajo para "aturar" um Murganheira que segundo os puristas é um espumante mas não um chanpagne, o que se compreende pois já basta de espanhóis, californianos e outros produzirem "Vinho do Porto". (Que na Régua é: Vinho Generoso).
    Há também um (aperitivo e/ou digestivo que gosto: Moscatel. E aqui perdoem-me os Favaios todos, mas saboroso mesmo é o de Palmela/Setúbal.
    Parece-me que já disse tudo o que, segundo eu, era oportuno dizer.
    Despeço-me erguendo um copo à vossa/nossa saúde (a Adélia que beba um néctar e a Catarina um ponche), com abraços para todos e beijos para quem quiser.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bem, Kok. Estás um expert, afinal ! rsrs … Tudo nos trinques ,… excepto os copos, páh ! … Vá lá. Faz um esforçosinho e compra uns copos próprios para vinho, com haste e vidro fino, tal como os do 1º post ! rsrs … Olha que, para mim, era como comer por ex. um bacalhau cozido com todos em prato de cartão de pic-nic ! ( hhhuuuggsss … ! ) eheh
      Vinhos verdes. É isso mesmo ! … Não compreendo como possa haver quem pense que é um vinho que não é vinho ! … mas que grande erro ! Devo até dizer-te que é um dos vinhos mais apreciados “lá fora” , ou pelos turistas que nos visitam !
      Deixa-me fazer aqui uma nota especial : O nosso vinho verde é o mais próximo dos famosos vinhos da Alsácia : os Rieslings, os Gewürztraminer e os Pinot, em especial. Os estrangeiros estão agora a chegar à conclusão que a semelhança entre o Alvarinho e o famoso Riesling é enorme !
      Se optas pelo Loureiro, optas muito bem ! O Rio Lima (Ponte da Barca, Ponte do Lima), está para o Loureiro, como o Rio Minho está para o Alvarinho (Melgaço, Monção) e como o Rio Douro está para os famosos vinhos do Douro (Tourigas) e para o Vinho do Porto !
      Outra nota em que estás certíssimo e nunca é demais teimar : Nunca chamar a espumante português, de Champanhe, que isso é uma barbaridade . O Champagne é um espumante ! Qualquer outro espumante de qualquer parte do mundo, nunca é champagne, porque Champagne é uma região de França !
      Finalmente o Moscatel, se o de Setúbal, é excepcional !!! … Este mesmo denominado “Moscatel de Setúbal” (atenção que é doce, para sobremesas). Claro que a casta moscatel ajuda a fazer muito bons vinhos de lote (mistura de castas) em várias regiões !

      … e Parabéns amigo Kok !
      Grande abraço ! :) ... e "alinho" nesse brinde !!! rsrs
      .

      Eliminar
  11. Mais umas boas dicas enológicas.
    Para mim bom tinto se faz favor e espumante , concordo com o Kok, cá em casa nunca falta Murganheira.
    De vez em quando lá provo um moscatel ou um verde bem fresquinho, mas continuo na minha...nada como um bom tinto.

    Beijinhos Rui

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. )) … Boa ! … Manu ! … Para mim, espumante (ou champagne) sempre e os outros, dependendo do que se come ! rsrs … Dos espumantes, Murganheira, ou Vértice, para mim, os melhores ! … Moscatel ou um verde com pouca acidez, óptimo também ! )
      Sabes que “tenho para mim” que quando se começam a beber “bons brancos” de lá de fora (França, Alemanha, Austria), vamo-nos habituando a alternar o Tinto com o Branco !
      Dos tintos que mais aprecio são os da casta Shiraz (Syrah) do Vale do Rhöne (Ródano-França). Vinhos fabulosos, mas muito caros !

      Beijinhos com tchim, tchim, Manuela ! :)
      .

      Eliminar
  12. No passado fim de semana fui a um casamento de família na região da Bairrada e experimentei sangria de espumante...adorei! :)

    Abraço

    LM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ehehe … Eu soube desse casamento ! ) Estavas muito bonita e gostei de (re)ver o Fernando ! ))
      Sabes que em Barcelona é das bebidas que mais se bebe ?! … Lá dizem “Sangria de Cava” e é uma bebida muito “corrente” ! … e claro se a simples sangria já é boa, se de espumante, ou de cava (o mesmo que espumante, em Espanha), ainda melhor ! :)
      Creio que a "moda" veio de lá !? ...

      Abraço, LM :))

      Eliminar
  13. Alguém disse que o vinho dá de beber a um milhão de portugueses Que rico vinho !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eheheh... Ai Agostinho, que rico vinho !!! rsrsrs
      Fantástica que foi esta rábula destes grandes actores !
      ... mas lá está, numa altura em que não se dava o devido respeito ao Vinho. Chega muito ! Não deites que eu bebo. Chega cheio ! rsrs

      Agora, já não é tanto assim, felizmente ! Começa a beber-se mais tarde e em quantidades bem mais moderadas !
      A qualidade melhorou de modo "astronómico" !

      Lembro-me que se bebia a partir de criança e recordo-me de ir à mercearia com o garrafão para encher .
      Em garrafa era só o vinho do Porto !

      ... e continua a ser verdade que beber vinho é dar de beber se não a um milhão pelo menos a muitos milhares de portugueses !
      :)

      Eliminar
  14. ~~~
    ~ Grata.
    ~ Gostei de conhecer a variedade doce.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ~~ Beijinhos. ~~
    ~ ~ ~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tens que agradecer, Majo ! :)) ...
      A variedade doce é extensíssima (a mais de todas !) ... especialmente se formos ver o que há por esse mundo fora ! ... Coisas maravilhosas, a par do Vinho do Porto, mas de outra natureza ! Habitualmente, relativamente mais caras que o vinho de refeição !

      Beijinhos, Majó ! :))
      .

      Eliminar
  15. cantinhodacasa24/7/15 12:05

    Quanta informação!
    Mas acho que é mesmo para quem aprecia.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens razão ! Como há tanta coisa a dizer sobre o vinho ... e aqui é apenas uma pequena abordagem e não muito desenvolvida ! :)))
      É só uma "amostrinha" ! eheheh

      Beijinhos ! :))

      Eliminar