13/02/2018

PORQUE NOS QUEIXAMOS TANTO ? ...



... Se temos tanto e tão bom ??? ...

Calcula-se que haja no mundo cerca de 300 milhões de crianças, em crescimento, sem possibilidades de comprarem calçado !



Os pais não têm possibilidades financeiras de comprar sapatos à medida 
das necessidades do crescimento dos pés dos seus filhos .
Então, foi "inventado" este sapato que vai ficando maior em função das necessidades 




Kenton Lee, criou uma sandália adaptável ao crescimento dos pés de crianças. 
A sandália pode crescer até 5 vezes, e a previsão é de que dure pelo menos 5 anos. 
Assim, milhões de crianças carentes podem usar o mesmo calçado por anos, 
sem terem que andar descalças.


Um outro caso :


E vejam   ESTE ARTIGO 





30 comentários :

  1. Graças a Desu que existe gente inteligente e com coração capaz de pensar no bem do seu semelhante.
    Um abraço e bom domingo carnavalesco

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente, pode-se dizer que foi providencial esta estada deste indivíduo ( Kenton Lee) no Quénia e numa altura em que teve essa oportunidade de reparar naquela rapariga e seguidamente noutras crianças !
      E ele nunca entendeu nada de sapatos !!! … Mas a sua generosidade “teve muita força” ! ☺

      Abraço, Elvira :)

      Eliminar
  2. De facto... porque nos queixamos tanto?
    Porque as queixas são absolutas e não relativas.
    Porque ao vermos o que acontece para além "da nossa rua" as nossas queixas são (no mínimo) ridículas porque há sempre quem esteja pior que nós, né?
    Grande abraço pah!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está no nosso espírito reclamar e queixar ! ☹ … Até se pode considerar que isso é natural ! E de facto, só é natural para quem já tem tudo ! (?) … um contra-censo, não é ?… ☹
      Lembremo-nos que há cerca de 200 países no mundo e que, se bem que dos mais pobres dos ricos,
      http://www.jornaldenegocios.pt/economia/conjuntura/detalhe/mapa-portugal-continua-entre-os-paises-mais-pobres-da-europa
      Também dos 20 mais ricos do mundo !!!
      http://www.tvi24.iol.pt/economia/dinheiro-pessoal/portugal-nos-20-paises-mais-ricos-do-mundo-apesar-da-crise
      O sentimento de riqueza e pobreza, assim como o de bem estar e mal estar é só uma questão de comparações !

      Grande abraço, Kok ! :)

      Eliminar
  3. Oxalá essas sandálias possam chegar a todas as crianças, que andam descalças e delas precisam, e as acompanhem no seu crescimento.
    Todos esses países africanos, que enumeras, onde o povo vive carente de tudo, tem muita riqueza, mas tem também a desdita de ser governado por gente sem coração. Vive no maior luxo e deixam o povo à míngua.
    Excelente essa invenção que, se chegar a quem precisa, irá evitar muitas infecções e mortes, provocadas pelo tétano.
    Haja gente com coração, como tu que denúncias e informas, e Kenton Lee, o inventor que se preocupou com as crianças descalças.
    Quanto aos queixumes, meu Amigo, cada um queixa-se ( passe a expressão irónica) onde lhe aperta o sapato.
    Eu até sou pouco de queixumes, vá. Não me adianta nada...mas por vezes, alivia desabafar. E desabafo!! :)

    Aquele abraçaço, Rui.

    ResponderEliminar
  4. Oxalá essas sandálias possam chegar a todas as crianças, que andam descalças e delas precisam, e as acompanhem no seu crescimento.
    Todos esses países africanos, que enumeras, onde o povo vive carente de tudo, tem muita riqueza, mas tem também a desdita de ser governado por gente sem coração. Vive no maior luxo e deixam o povo à míngua de tudo.
    Excelente essa invenção que, se chegar a quem precisa, irá evitar muitas infecções e mortes, provocadas pelo tétano.
    Haja gente com coração, como tu que denúncias e informas, e Kenton Lee, o inventor que se preocupou com as crianças descalças.
    Quanto aos queixumes, meu Amigo, cada um queixa-se ( passe a expressão irónica) onde lhe aperta o sapato.
    Eu até sou pouco de queixumes, vá. Não me adianta nada...mas por vezes, alivia desabafar. E desabafo!! :)

    Aquele abraçaço, Rui.

    Janita

    ( Rui, o comentário já foi para Spam. Esteve aqui um tempinho, mas quando fechei a conta, desapareceu. O que vale é que já estava de prevenção e o copiei. Se quiseres vai lá espreitar sff.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Curioso que o comentário não foi para o spam, Janita. Simplesmente, viste-o desaparecer, mas não veio para aqui. (???)
      Foi criada uma organização para esse efeito . Para as fazer chegar lá e serem distribuidas a quem delas precisa !
      É arrepiante ver o vídeo e os pés daquelas crianças ! ☹ … Mexe connosco, Janita !
      Infelizmente , cada vez se torna mais complicado (e duvidoso) ajudar ! … Não sabemos, não temos a certeza , se o fim a que destinamos as nossas ajudas é ou não aquele que presidiu às nossas intenções . (?)
      Lembro-me de um peditório que aqui foi feito, com o patrocínio da mulher do Mário Soares, para ajuda a Angola, um dos países mais ricos do mundo e ao mesmo tempo dos mais pobres.
      Os nossos donativos em géneros foram para o Estado angolano os vender em supermercados . :((
      Pelo menos denunciar e lembrar a todos este estado de coisas !
      Os links deixados no comentário ao Kok são muito interessantes !
      As nossas queixas, são sempre devidas a pretendermos querer ter “a galinha que o vizinho tem” ! :(

      Abraçaço, Jani.

      Eliminar
    2. Olá Janita.
      Muito estranho. :(... naquela altura não estava no spam, mas agora, fui lá encontrá-la . :( (???)

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Excelente, Luisa !… E providencial ele ter reparado na situação.
      Repare-se que, certamente, milhões de pessoas já teriam visto o que ele viu. Mas uma coisa é ver, lamentar, criticar e outra bem diferente é meter mãos à obra e actuar !!!

      Eliminar
  6. Add seus posts aqui https://www.waaap.net

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ok, Francisco, obrigado. Vou ver melhor.

      Eliminar
  7. Sabes Rui, as minhas queixas têm diminuído desde que ando pelo mundo fora e vejo tanta pobreza e o mais estranho, é que esses meninos sorriem.
    Vi pela primeira vez sandálias de pneu na Tanzânia e fiquei triste, nós com tanto e eles com tão pouco!
    Ainda bem que há gente que tem ideias para minorar tamanho desconforto.

    Beijos Rui

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Manu ! ... É isso que falta a uma enormíssima parte dos portugueses quando se queixam de tudo e de todos !
      Simplesmente porque não conhecem este mundo !
      Há medida que o vamos conhecendo tomamos uma melhor noção das nossas realidades !
      Aparte as crianças refugiadas, a maior parte delas que vive neste mundo, são felizes e alegres, simplesmente porque não têm termos de comparação e por isso já se sentem felizes só por existir !... E muito felizes mesmo, como tu tens provas !
      Todos os nossos males resultam de comparações com o "vizinho" ! Se ele é pobre, nós sentimo-nos bem ; se ele é rico, nós sentimo-nos mal ! :( ... A "galinha" deles é sempre melhor que a nossa e isso não admitimos até termos uma melhor que a deles ! :( ... Não é porque nos faça falta, mas simplesmente uma questão de "estatuto" ! :(
      (Vê os dois links que deixei no comentário do Kok.)

      Beijo, Manu :)

      Eliminar
  8. É verdade. Porque nos queixamos tanto? E não é preciso ir tão longe. Tantos infelizes tão por perto...

    Beijinhos felizes, Rui.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ☺… Creio que “tão por perto” não sejam, em absoluto, tão infelizes como as crianças africanas, Graça !
      Apenas uma infelicidade relativa !
      É o tal caso da “infelicidade por comparação” … Poderão até sofrer mais as crianças europeias mais desfavorecidas, quando se comparam com outras que tudo têm, mas isso é uma infelicidade apenas relativa, que, se elas se compararem com as africanas, não terão motivos de queixa ! :)

      Beijinhos deste felizardo, querida Gracinha :)

      Eliminar
  9. Menos queixas e mais acção.
    Está aqui um óptimo exemplo.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso, Pedro. Não custa nada constatar e criticar ! … Agir é muito mais complicado. Tem custos e dá muito trabalho ! ☺
      Este Homem foi providencial para aquelas gentes !

      Abraço :)

      Eliminar
  10. Nunca tinha ouvido falar neste senhor nem nos sapatos.
    E pensar que no continente africano há fortunas pessoais que dariam (e ainda sobraria) para solucionar esse probema em milhares de comunidades.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu não, Catarina ! ☹ … na realidade, ele não é uma figura pública, ou pelo menos não o era antes.

      Relativamente aos políticos africanos (em geral) e a muitos deles em particular, é asqueroso e extremamente revoltante, como só olham para eles, para as suas famílias e muito provavelmente para um substancial nº de políticos e algumas centenas de militares de alta patente que lhes “guardam as costas”, enquanto os seus povos vivem na miséria | :((

      Eliminar
  11. Eu vendo e sentindo dia após dia aqui bem juntinho do meu coração as necessidades que são tantas, nem me atrevo a queixar.

    Beijinho Rui

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. … E eu sei que tens motivos de queixa muito sérios, querida amiga ! ☹ …
      É certo que é fácil falar e muito mais difícil contornar os obstáculos que nos aparecem pela frente !
      Também não te servirá de consolação saber que há quem esteja muito pior !
      Claro que temos que analisar este post num sentido mais geral . Compreendo-te bem !

      Beijinhos muito solidários contigo e com os teus, Adélia.

      Eliminar
  12. cantinhodacasa12/2/18 21:43

    Já passou o tempo em que me queixava por alguma coisa, mas sempre que via e ouvia alguém que tinha mais que eu e outras pessoas, e passavam a vida inteira a reclamar, sobretudo dinheiro, deixei de o fazer, mas fazê-las entender, sempre que possível, que não estávamos mal, que o dinheiro não é tudo, que conseguíamos viver razoavelmente, comparando com pessoas com muitas dificuldades.
    Hoje, mal me queixo, a não ser que seja de uma dor.
    Quanto a estas sandálias/sapato,gostei do que vi. Funcionais e bonitas. Qualquer criança com outro estilo de vida, para melhor era capaz de querer um par.
    Fico satisfeita quando vejo alguém que se preocupa com as crianças, com os mais velhos, também.
    Oxalá este calçado chegue mais longe e vá fazer felizes muitas outras crianças.
    Fez-me alguma confusão o calçado feito de borracha de pneus, mas estas pessoas aceitam o que lhes facilita a vida no seu quotidiano.
    Obrigada pela partilha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes crer que todos os nossos males advêm das comparações ! … Em termos de felicidade real, creio muito firmemente que qualquer tribo selvagem , ou os habitantes de qualquer pequena aldeia de África que nunca de lá saíram , são bem mais felizes que muitos que tudo têm e que se sentem infelizes porque os vizinhos têm um bocadinho mais !
      Quanto às sandálias , a ideia foi brilhante ! :)) … Via pelos meus netos que em cada ano lá precisavam eles de mudar de calçado ! ☺ … Felizmente, como eram vários iam passando de uns para os outros (a Lena fazia (e ainda faz ) a gestão das sobras já não utilizáveis por cada um, em tamanho ! Eheh
      Nada se perde e tudo vai passando de uns para os outros !… E quando não servem aos netos, servirão sempre a alguém (conhecido) que delas precise ! :))
      Como tenho uma família grande e netos adolescentes , são sempre sacos e sacos de roupa e calçado a mudarem de utilizador e olha que na maior parte dos casos, peças praticamente novas ! :)))

      Muito engenhoso também esse tipo de calçado de pneu ! :))) … Um verdadeiro artesão esse do vídeo ! ☺

      Obrigado, Maria !
      Beijo :)

      Eliminar
  13. Acho uma excelente ideia esta do sapato/sandália que pode crescer à medida do crescimento do pé de uma criança e melhor ainda depois de saber essa estatística de 300 milhões que não têm hipóteses de terem um sapato/sandália !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um verdadeiro invento, Ricardo ! ... faz lembrar aquela do "ovo de Colombo" ! Depois de feito está à frente dos olhos e todos dirão que é facílimo ! :)... mas o que é certo é que ainda ninguém se tinha lembrado de tal ! eheh


      E quanto às sandálias de pneu, um verdadeiro sapateiro com ideias práticas ! E a sua destreza no seu fabrico ?!... Espantosa !
      :)

      Eliminar
  14. Por acaso nunca fui muito de me queixar, sempre me contentei com o que tenho.
    Até porque graças a Deus nunca me faltou nada de básico... mas coisas supérfluas, principalmente durante a infância, nunca tive. Nas questões de roupa e calçado, como a filha mais nova... sempre herdei tudo da minha irmã mais velha e nas questões do calçado, um par de sapatos durava imenso tempo! Quando ficavam pequenos, mandavam-se cortar a ponta e dava para servir de sandália nas estações quentes.
    A ideia da sandália que acompanha o crescimento é uma ideia notável e não só para implementar em África ou em regiões menos desenvolvidas. E são bem giras! :))

    Beijinhos a suspirar por tempo quente para poder colocar calçado fresco nos pés!
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ás vezes não são apenas bens materiais ! … Também somos assaltados por “ambições” desmedidas , embora não seja bem esse o tema do post ☹
      Tal como eu, Afrodite ! Os mais novos de uma família numerosa e mais “no meu tempo” , tinham alguns privilégios, mas também algumas desvantagens ! ☺
      Como sabes a minha família de quatro irmãos e respectivos filhos e netos e a da Lena de 5 irmão e respectivos descendentes, perfazem bem uma centena ! … À minha conta directa, são 14 ! eheheh
      A Lena ( a Lavoisier da família ) sempre se preocupou com essa questão da redistribuição das roupas e calçados de todos, pela família ! … Por vezes, são sacos e sacos na mala do carro a mudarem de donos ! … Nada se perde,… tudo muda de dono ! :))))
      Aquela ideia das sandálias crescerem por elas mesmas foi genial !
      E quanto ao arzinho nos pés, não perdes pela demora, que já “amanhã” aí teremos o calorzinho à porta !

      Um Beijo (directamente das Caraíbas eheh) e um Bom Dia de Carnaval, em Boa companhia !

      Eliminar
  15. Bom dia. Realmente queixamos-nos de "barriga cheia" :/

    Hoje:- "Clausuro-me... por fidelidade."
    .
    Bjos
    Votos de um feliz dia de Carnaval.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, Larissa ! Nós queremos sempre o máximo ! Aquilo que alguns têm , ou o que são, ou ao que chegaram ! Se não houvesse termos de comparação, todos éramos muito mais felizes !
      ☺ Olhe que hoje não convém “clausura” ! … É Carnaval e é só uma vez por ano ! :)

      Beijo

      Eliminar