21/05/2019

BICHO DE SETE CABEÇAS


Esta expressão tem origem na mitologia grega, mais precisamente na lenda da Hidra de Lerna, monstro de sete cabeças que, ao serem cortadas, renasciam. 

Matar este animal foi uma das doze proezas realizadas por Hércules. 


A expressão ficou popularmente conhecida, no entanto, por representar a atitude exagerada de alguém que, diante de uma dificuldade, coloca limites à realização da tarefa, até mesmo por falta de disposição para enfrentá-la se recusa a enfrentá-la .

Como resposta ouvirá : Olha que isso não é nenhum monstro de sete cabeças !!!


.

14 comentários :

  1. Pois bem, mitologia grega é comigo, Rui, portanto conhecia!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpa, Teresa, que só agora reparei que o meu comentário resposta não entrou (nãi porquê nem como) :((

      Tinha eu escrito que ao fazer este post pensei em ti e que certamente não seria novidade para ti, uma vez que tanto lês ! :))

      Beijinhos a pedir desculpa :)

      Eliminar
  2. Uso esta expressão e já a tenho explicado algumas vezes. Uso mais "bicho" que "monstro".
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, também por aqui se usa mais “bicho” que “monstro” ! … Embora um “bicharoco” de sete cabeças que ainda que indo sendo cortadas renasçam, façam parecer realmente um monstro ! Eheh
      Uma expressão realmente muito usada principalmente na negativa ! :)

      Eliminar
  3. Conheço e uso-a muitas vezes! :)

    Beijinhos...(sem fazer disso um bicho de sete cabeças. ehehe)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais uma confirmação ! ☺ …
      Creio que todos nós já usamos pelo menos uma vez na vida !

      Beijinhos minha querida Amiga :)

      Eliminar
  4. Não se pode dizer que este seja um assunto para tantas (dores de) cabeças. Mas para o entendermos "um gajo" vê-se grego com tantos deuses e afins. (quase diria que isto é uma chinesice!)
    Contudo e para tantas cabeças nada melhor que outras tantas iguarias para que cada uma comesse o que lhe fosse servido.
    E para que nade te falte: múltiplos abraços!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)) Isto dos Deuses e Deusas gregos/as e romanos/nas dava muito “pano para mangas”, Amigo Kok ! …
      “Aquilo”, naqueles tempos, se eles e elas se juntassem todos dava um verdadeiro bacanal ! :))
      E levantas uma boa questão. Como alimentar tantas bocas ? … eheheh

      Abraço com os dois braços, já que não tenho mais !

      Eliminar
  5. Ora muito bem :))

    Bjos
    Votos de uma óptima noite

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi mais uma, Larissa ! :)

      Beijos e bom resto de semana.

      Eliminar
  6. Esta sabia a origem.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Sim, creio que esta será mais do conhecimento público, para quem gosta de mitologia ! :)

      Abraço, Pedro

      Eliminar

  7. Mais uma fantástica EXPRESSÃO para a tua colecção! (rima e é verdade) 😊

    Sete beijinhos, que renascem (tal como as cabeças de Hidra) sempre que colheres um
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)) Realmente, quase sem querer e sem intenção inicial, estou a fazer uma colecção de origens de expressões ! ☺

      A Luisa a figurar, e eu com as origens ! Eheh

      :)) E estou como quero ! ☺ Como os teus beijinhos “renascem” e são 7, virei colher um por cada dia da semana e sei que nunca irão acabar ! :))

      Beijinhos trocados e do mesmo tipo :)

      Eliminar