27/08/2011

LIGHTHOUSE

Re editado

Farol do Cabo Mondego (um pouco da sua história)

O Farol do Cabo Mondego foi erigido entre 1855 e 1858, em pleno Parque Florestal da Serra da Boa Viagem, perto da Figueira da Foz.

Em 1902, decidiu-se que a luz, que até então era branca e fixa, passou a ser branca ritmada, com dois clarões.

Em 1916 foi elaborada uma proposta para mover o farol para outra posição, sendo que, por este motivo, o farol inicial do Cabo Mondego foi demolido. A edificação actual foi construída mais a norte que a primeira, entre 1917 e 1922, e foi munida da antiga óptica do farol do Penedo da Saudade.

O terreno do antigo farol foi cedido à Empresa Industrial e Mineira, em 1924, em troca do terreno da actual edificação.

Em 1941 o farol foi electrificado e em 1947 foi ligado à rede pública de electricidade.

O primitivo dispositivo que assegurava a rotação do aparelho óptico só foi substituído em 1982 por uma máquina eléctrica. Foi também o ano de uma remodelação das instalações eléctricas. Em 1988 foi automatizado.

Acertaram em primeiro lugar a NANI
, que se estreou muito bem nestas coisas e enviou o texto acima, como resposta, por mail. Seguiu-se a ROSA DOS VENTOS, o KOK (com boas dicas) e a TETÉ.

Obrigado a todos os outros pelos comentários !

INICIAL :

Claro que sabem onde é, na costa portuguesa!



Imaginem-se na pele dum faroleiro (não é o farol da foto) quando o mar se enraivece!
(pelo menos em alguns deles)

.

28 comentários :

  1. Não acredito que o pobre do faroleiro não se tivesse pirado antes da monstruosa tempestade!

    ResponderEliminar
  2. Bom repouso na costa vicentina (?).
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Se já é horrível imaginar, nem quero pensar o que é estar dentro do farol quando o mar se irrita...medoooooo!

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  4. Fica num cabo!
    O cabo dos trabalhos é que há dois ou três muito parecidos! :-))

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Mas a Nani tem razão!
    É aquele que tem nome de rio!

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Estou convencido que sei qual é.
    Agora, para lá chegar...
    Direi que está num local que nunca será sargento e junto a uma estrada que pode levar à "estrela maior", e fica perto de um sítio chamado de boa viagem e tem figos...

    Se com isto tudo nem mesmo assim acertei então resta-me aceitar a minha inabilidade para charadas, adivinhas e "puzzeles"!

    1 abraço!!!

    ResponderEliminar
  7. cantinhodacasa26/8/11 15:57

    E que belos faróis temos por cá. Lamentável o estado de alguns.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Nani
    Não nego ! :)) ... Entrada de dragão (mail) ! :)))
    .

    ResponderEliminar
  9. Catarina
    É caso para pôr em dúvida ! Não sei com que regras se regem estes faroleiros !? ... Se forem obrigados a ficar lá, ... chiça !!! ...
    .

    ResponderEliminar
  10. Pedro Coimbra
    Não é lá para baixo ! ... mais cá para o meio ! :))
    Abraço ! :)
    .

    ResponderEliminar
  11. maria
    Como já disse acima, se são obrigados a ficar (e julgo que sim), deve ser horrível ter que enfrentar estas tempestades ! :((

    Bjs
    .

    ResponderEliminar
  12. Rosa dos Ventos
    Não é no das Tormentas e este por acaso está bem lá no alto (nem molha os pés)! :))
    Bj
    .

    ResponderEliminar
  13. Pois, a primeira pista bastou-me! Googlada e lá estava a imagem, muito parecida a esta! Tem nome de rio, sim! E cabos também não são assim tantos na costa portuguesa! Já lá vai o tempo que os tínhamos de saber todos de cor e salteado, eheheh!

    Quanto ao vídeo, só de ver dá cá um susto, imagino o pânico de alguém que algum dia tenha ficado fechado num desses locais com tempestades destas... ;)

    ResponderEliminar
  14. Ah e bom fim de semana, claro! :)))

    ResponderEliminar
  15. Kok
    Claro que está certo ! :)) Dicas interessantes ! rsrs
    Abraço !
    .

    ResponderEliminar
  16. cantinhodacasa
    Temos uma costa bem recheada deles e de facto alguns muito bonitos !

    Bjs
    .

    ResponderEliminar
  17. oops!!!
    Eu faço uma pequena ideia ! ;))
    .

    ResponderEliminar
  18. Teté
    Por acaso (neste caso) a foto é minha, tirada de um ponto mais alto naquela serra .
    Ter que saber o nome dos cabos ainda era o menos, agora ter que saber o nome de todas as estações de caminho de ferro do país, todas as serras e todos os rios, incluindo afluentes era bem mais complicado, mas hoje, se ouço ou leio o nome de uma terra localizo-a facilmente ! :))
    Ainda gostava de saber se é de facto obrigatório os faroleiros não poderem abandonar o farol nestas condições ! :))

    Bom fim de semana !
    .

    ResponderEliminar
  19. Como eu não vou saber mesmo, resolvi deixar uma poesia sobre o tema:

    Farol

    Em nuvens que tapam a visibilidade
    Em sons de ondas a bater
    Eis que surge uma luz
    Que ajuda a quem aparecer

    É uma luz que guia
    Que ajuda ao destino chegar
    E todos ficam felizes
    Quando em terra conseguem os pés colocar

    Mas no farol vive também
    O senhor faroleiro
    Que em tempos passados ligava uma fogueira
    E sempre era bem elogiado

    Todos conheciam o faroleiro
    E sempre perguntavam se algum barco estava a chegar
    Uns dias ele dizia triste que ainda nada
    Mas outros com alegria dizia que estavam prontos a atracar

    Como no farol é como na vida
    Sempre temos uma luz para nos guiar
    Mas se ninguém a acender
    Nunca ao destino vamos chegar

    Blue Heaven

    Bjs.

    ResponderEliminar
  20. Fatima
    É verdade que não poderias conhecer ! :))
    Muito a propósito o poema do Farol ! E termina muito bem : de facto todos precisamos de "uma luz para nos guiar" !...

    Beijinho
    .

    ResponderEliminar
  21. Este post sobre o farol recordou-me um texto de "Os Pescadores"...

    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  22. Anónimo
    Será que se refere a Raul Brandão ? ...

    http://docs.paginas.sapo.pt/raulbrandao/Os_Pescadores.pdf

    Obrigado pela "dica" ! :)

    Bom fim de semana
    .

    ResponderEliminar
  23. Nani
    Essas entram sempre no "empata" ! :)))
    Dantes, dizia-se de Leão, mas agora, ... :(((
    Dragão é que é ! rsrsrs
    .

    ResponderEliminar
  24. Que MEDO! O mar em fúria é uma coisa medonha! Mas o filme está uma maravilha. Quanto ao(s) enigma(s)... não tenho jeito para adivinhar. Gosto mais de os criar... É mais fácil... ih! ih! ih!

    Beijinhos salgados

    ResponderEliminar
  25. Carol
    Horrível, arrepiante, medonho !!! ...
    Mantém-se a dúvida : será que nestas ocasiões estará lá dentro alguém ? :)))
    Quantos aos enigmas, ao criar, há a vantagem de já se saber, mas eu gosto mais de descobrir ! rsrs

    Bj
    .

    ResponderEliminar