06/12/2011

PORQUÊ ??? ...

.
Re-editado com explicação dos factos ocorridos.


PREC é a sigla por que ficou conhecido o "Processo Revolucionário Em Curso", que se iniciou (320 dias após o 25 de Abril de 74) com o 11 de Março de 1975 e até 25 de Novembro de 1975.

O próprio Mário Soares é vaiado, apupado e "impedido" de falar durante as comemorações do dia do Trabalhador (1 de Maio de 75) no Estádio da Inatel, em Lisboa, por ser considerado contra-revolucionário de direita.
Por maioria de razão nem PPD ou CDS puderam participar.

Este período (durou 259 dias) inclui o Verão quente de 75 e corresponde à tomada do poder pela facção mais esquerdista da revolução do 25 de Abril de 74, incluindo Otelo, o COPCON e a cobertura (na prática, mas não esclarecida ou declarada) do PCP (no governo de Vasco Gonçalves).

A foto é do capitão Duran Clemente, que era o porta voz do COPCON para a informação TV, notando-se na farda um autocolante do "Poder Popular" e é precisamente desse dia 25 de Novº, no preciso momento em que estava a expor os objectivos das unidades militares sublevadas para pôr fim a esta situação (extremista) e é subitamente interrompido pelas forças comandadas por Jaime Neves e por Salgueiro Maia, leais a Ramalho Eanes e ao grupo mais moderado dos que iniciaram a Revolução de 74.

A emissão é interrompida, ouvindo-se um breve diálogo imperceptível e as palavras de Duran Clemente: "Parece que não podemos continuar por razões técnicas" ... e reiniciada sem qualquer aviso, com uma comédia de (foto de baixo) Danny Kaye (O Bobo da Corte).

A partir desse momento começa realmente a Democracia, 579 dias depois do golpe militar de 25 de Abril de 74.

Foi este (na minha opinião) o “momento chave” da Revolução !

Muito de negativo se passou posteriormente no combate aos golpes das "Brigadas Revolucionárias", às FP (Forças Populares) 25 de Abril, ao "Poder Popular" e aos "Anarquistas” e “Extremistas" que pretendiam implantar um regime de extrema esquerda e com o “Poder” entregue ao Povo !
Nesta fase, as forças sindicais, dominadas pelo PCP e extrema esquerda,exerciam forte pressão nas empresas, o que causou forte atraso na recuperação económica do tecido empresarial.

.......................................................

TETÉ, JU, JP, CATARINA, PEDRO COIMBRA, CARLOS II, recordaram-se dos factos desse dia e reconheceram as fotos.
AC, PAULOFSKI, reconheceram as fotos.
Obrigado a todos pela participação, mesmo não se recordando !

.......................................................

.
INICIAL :

ESTAS 2 FOTOS JUNTAS ?...
O QUE TÊM A VER UMA COM A OUTRA ?


(Grau de dificuldade elevado ? ... Talvez não seja para todos !)

Sugiro:

1º- Saber quem são.
2º- Localizá-los no tempo.
3º- Recordar se teria havido algum facto que as ligasse.

É esse "facto" que se pretende saber qual foi !







.

34 comentários :

  1. Sei perfeitamente do que estás a falar! :)))

    O primeiro é D.C., o segundo D.K.!

    E sim, estiveram os dois no mesmo dia, na RTP! Agora como é que vou explicar a ligação, sem contar a história toda? Olha, para não dizer tudo, tudo, o Fialho Gouveia também esteve envolvido nessa história...

    Ah, e claro, durante o PREC! Ou no fim dele... :)))

    ResponderEliminar
  2. Pois bem, eu cá não conheço a história, mas conheço os 2 tipos... até conheço o Fialho Gouveia, que morreu quando eu estava no Porto.

    Curiosamente, passou este domingo um filme na TV com o ruivo.

    O que eu também não sei, é o que é o PREC?

    ResponderEliminar
  3. Desfecho do 25/11/75. Saíu o D.C. e entrou o filme do Bobo da Corte.

    ResponderEliminar
  4. Depois de duas, aqui vai mais uma...eu. eheheh (na ligues Rui)

    A primeira cara não me é estranha, a segunda nunca vi mais gorda...escusado será dizer que não sei o que as liga... :(

    D.C, D.K, PREC??? E o Fialho Gouveia entra onde?

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  5. Parece que nunca vi o primeiro mas “sei” que vi o segundo.. quem são é que ainda não sei!
    Vou pesquisar. Fialho Gouveia conheço. Desconhecia que já tinha falecido.

    ResponderEliminar
  6. O primeiro é ilusionista??? : ) Bem o procurei com barba mas não o encontrei... não têm a mesma expressão de olhar! Este é muito mais novo - o D.C. que estou a pensar – do que o ator da segunda foto...

    ResponderEliminar
  7. Rui,
    Um capitão de Abril, bem durão, e, que se "dane", um actor americano que não "cai".
    Um facto que os ligasse? Só se tivessem estado à mesma hora no mesmo local.

    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Caro confrade Rui da Bica!
    Estou na primeira fila acompanhando os comentários...
    Caloroso abraço! Saudações inquiridoras!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  9. “dane” e não “cai”? hmmm

    ResponderEliminar
  10. Teté
    :))))
    Não é preciso ! :) … “Ou no” – “no” !
    Também te lembras do Balsinha ?... :)
    .

    ResponderEliminar
  11. Ematejoca
    Eu explico ! :)) ...
    .

    ResponderEliminar
  12. Ju
    :))))))
    É verdade ! … e o enigma : Quem é Ju ? ) … :))
    .

    ResponderEliminar
  13. maria
    Eu vou explicar ! … não é fácil . :))))
    .

    ResponderEliminar
  14. Catarina
    Tenho a certeza que sim ! :))
    … mais novo uns 30 anos ! :)
    .

    ResponderEliminar
  15. Prof Ms João Paulo de Oliveira
    Claro que sim. Seria quase impossível poder comentar.
    ... a não ser, conhecer o da foto de baixo. Essa, é “canja” (quer dizer: muito fácil) :))
    .

    ResponderEliminar
  16. Catarina
    Estás a ir muito bem ! :))
    ... mas não sei onde estavas nessa altura :))))
    .

    ResponderEliminar
  17. Caro confrade Rui da Bica!
    Também utilizamos corriqueiramente aqui a palavra canja!!!
    Estou a queimar os miolos, porque está na ponta da língua o nome do segundo retratado, mas não consigo lembrar o nome...
    Caloroso abraço! Saudações enigmáticas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  18. Rui,
    não sou assim tão velhote mas se bem me recordo... o camarada era oficial da extinta EPAM, no Lumiar (Lisboa). Quartel que ficava bem pertinho dos antigos estúdios da RTP, no Lumiar.
    Em Novembro de 75 e em directo na televisão... o dito oficial fez um figurão.
    A ligação do militar com o actor... não sei.
    Um óptima semana,
    abraço

    ResponderEliminar
  19. Espantoso!
    Nunca tinha passado tanto tempo a fazer uma pesquisa!
    A Teté acertou em cheio! Uau!
    Até uma G3 foi apontada a alguém naquela altura. Pois é, o D.K. substituiu o ... pois...

    ResponderEliminar
  20. Já está respondido (ju).
    Adorava o Danny Kaye!!!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  21. Conheço as personagens mas de facto nem um facto. Não tenho ideia.

    ResponderEliminar
  22. Em pleno PREC dia 25 de Novembro de 1974.
    Capitão Durão Clemente na TV em directo apelando às forças revolucionárias para um golpe militar de extrema-esquerda.
    Interrupção abrupta da transmissão substituida por um filme de Danny Kaye.
    Desculpem ter desvendado o novelo.
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  23. Prof Ms João Paulo de Oliveira
    Eu vou já revelar ! :) ... e vai reconhecer ! rrsss

    Abraço
    .

    ResponderEliminar
  24. JP
    Olá JP ! :)
    Quanto a”figurão” (???) ... Fez o que tinha que fazer.
    Vou já revelar ! :)

    Abraço
    .

    ResponderEliminar
  25. Catarina
    Parabéns muito especiais pela persistência, Cat. !!! :))))
    Isso é foi trabalhar ! Muito mérito teu !

    Bj
    .

    ResponderEliminar
  26. Pedro Coimbra
    rrsssss

    Abraço ! :)
    .

    ResponderEliminar
  27. paulofski
    Vou já explicar ! :))

    Abraço
    .

    ResponderEliminar
  28. Carlos II
    Claro que sim, Carlos !

    Abraço :)
    .

    ResponderEliminar
  29. Desde criança que adoro os filmes de Danny Kaye.

    Reconheci o Capitão Durão Clemente por mero acaso. O Carlos do CR escreveu umas crónicas sobre os heróis do 25 de Abril e, como eu pouco sabia do assunto, andei a investigar, ficando a saber que o Durão Clemente foi um dos mais esquerdistas na Revolução dos Cravos.

    ResponderEliminar
  30. Enrolei-me para aqui no casaco que estou a fazer para o meu neto e varreu-se o barbudo!
    Lembro-me bem da cena mas como não atinei à primeira deixei para mais tarde...e depois tarde piaste! :-))

    Abraço

    ResponderEliminar
  31. EMATEJOCA
    Também eu ! :))
    Duran Clemente, de ascendência galega, era então oficial da COPCON e 2º comandante da EPAM e integrava uma unidade que tomara posição na RTP, no Lumiar. Na altura não eram conhecidas publicamente outras actuações suas na Revolução.
    Mais tarde disse : Naquele dia acabou-se a Revolução Romântica !
    .

    ResponderEliminar
  32. Rosa dos Ventos
    Nesta altura sabe bem estar enrolada com uma mantinha nos joelhos e se possível ... a "trabalhar" para o Dinis, que o Natal está à porta! :))))
    Neste caso mais que adivinhar quem era (seria fácil) o mais importante foi recordar uma hora decisiva na Revolução !
    .

    ResponderEliminar
  33. Faltou explicar o porquê de Fialho Gouveia. Na verdade esse golpe de extrema-esquerda já era esperado e algumas forças menos extremistas também se estavam a preparar para a eventualidade. Assim, Fialho Gouveia foi incumbido de se deslocar para os estúdios do Porto, onde a emissão seria retomada caso os de Lisboa fossem ocupados, como veio a acontecer.

    Tal como dizes, de repente Durán Clemente começou a dizer que lhe estavam a fazer sinais e com aquele à vontade de quem não sabe fazer televisão começou com um diálogo para trás da câmara e POF, lá começa o filme, a partir dos estúdios do Porto! O episódio foi mais que caricato! :)))

    O filme não chegou a acabar e depois surgiu Fialho Gouveia a explicar (mais ou menos) a situação, dando a cara pelas forças mais moderadas!

    ResponderEliminar