18/02/2011

NO LUGAR DA SEDA

Re-editado

O Rui Pascoal deu o pontapé de saída
A Rosa dos Ventos, deu continuação,
A Luisa não chegou tarde
A Sonhadora, deu um nome e diz que tem preguiça,
A Fatima pôs tudo em pratos-limpos !


Ela, portuguesa, ele húngaro (judeu), tiveram que adoptar a França como sua pátria, tendo optado por esta nacionalidade.

Grandes pintores do Séc. XX deixaram uma obra notável pelo mundo e criaram as condições para que se criasse em Lisboa a Fundação Árpád Szenes-Vieira da Silva é uma instituição que alberga um Museu e um Centro de Documentação e Investigação, dedicados aos artistas Árpád Szenes e Maria Helena Vieira da Silva, tendo por objectivo a divulgação e estudo da sua obra em exposição permanente.
Está instalada na antiga Real Fábrica dos Tecidos de Seda de Lisboa, um edifício datado do século XVIII, contíguo ao jardim das Amoreiras, face ao Aqueduto das Águas Livres

.
A pintura "Ode ao Inverno" (1960) de Maria Helena da Silva (1908-1992) atingiu o preço recorde de um milhão de euros no leilão de arte contemporânea da Sotheby´s, em Paris.



Paisagem (um dos quadros) de Arpad Szenes


.

Inicial :

Eles fundaram qualquer coisa com beleza e arte !
Reconhecem-nos ? ... o que fundaram ?



.

30 comentários :

  1. Posso entrar?
    Ela tinha dupla nacionalidade e veio a perdê-la porque o seu marido era judeu…

    ResponderEliminar
  2. Dois pintores consagrados! :-))

    ResponderEliminar
  3. O título dá uma dica sobre essa "fundação"...:-))

    As tuas dicas lá no meu espaço estão a ser o máximo!

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Não sei quem são, estes ilustres senhores.:)
    Fica o meu bji e o desejo que passes(m) um óptimo dia.
    Eu resolvi deixar a escola de lado e arrancar para a aldeia.
    Tenho saudades dos meus.:)
    outro bji

    ResponderEliminar
  6. Na duvida, vou esperar tb!
    Bjs.

    ResponderEliminar
  7. Esta era de caras! Levantei-me tarde e más horas, quem manda ser preguiçosa! :-))))
    A Rosa, já disse tudo....

    ResponderEliminar
  8. Arpad...Quem me manda a mim ser preguiçosa...

    ResponderEliminar
  9. Já que ninguém quer falar:
    Maria Helena Vieira da Silva e Arpad Szenes.
    Em 1990, em Lisboa, é criada a Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva cujo Museu, dedicado à obra dos dois pintores, foi inaugurado em 1994. Em 1991, a pedido da pintora, é fundado o Comité homónimo, em Paris.

    Conheci o casal através da Cecilia Meireles.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  10. Esta Fundação/ Museu está localizada nas instalações da antiga Real Fábrica da Seda...dica do título!

    Abraço

    ResponderEliminar
  11. Cheguei agora e a Fatima já tinha dado a resposta certa. Confesso que não fazia a menor ideia de quem era o casal acima.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  12. Rui Pascoal
    Claro que sim caro homónimo e sejas, muito Bem-Vindo ! :)
    Certo. Judeu húngaro, ela portuguesa e por isso se tiveram que naturalizar noutro país. Eram quase apátridas.
    Bingo ! :) Bom começo !
    .

    ResponderEliminar
  13. Rosa dos Ventos
    Consagradíssimos ! Ela, do melhor que tivemos em Portugal !
    Outro Bingo ! :)
    Título, claro que sim ! A seda também não engana . Foi lá que a “fundaram" ! :))
    .

    ResponderEliminar
  14. Nina
    São mesmo ilustres, Nina !
    Fazes bem. Hoje é um dia muito especial ! :))
    Passa um bom fim de semana !
    jinho
    .

    ResponderEliminar
  15. Fatima
    Não eram aqueles ! :))
    Bjs, Fá
    .

    ResponderEliminar
  16. paulofski
    OK ! ... mas é gente com muitíssimo valor !
    Grandes artistas ! :)
    .

    ResponderEliminar
  17. Luisa
    Sempre a tempo. Ainda ninguém disse nada. (3º lugar ! ) :))
    .

    ResponderEliminar
  18. Catarina
    Ela, como portuguesa, e já naturalizada noutro país por força das circunstâncias foi uma das maiores ! Não morreram há muito tempo e deixaram, além de obras de nível mundial, uma coisa em Portugal, para a posteridade !
    .

    ResponderEliminar
  19. Sonhadora
    “Nós” não somos preguiçosos ! ... :)) O tempo é que é escasso ! :)) ... estás no caminho. Rsrsrs
    .

    ResponderEliminar
  20. Fátima
    Desembucha ! ... :))) Tudo em “pratos-limpos” (em português de Portugal : tudo esclarecido ) !
    Curioso.... a escritora ? ... em que circunstâncias ? ...
    Bjs
    .

    ResponderEliminar
  21. Rosa dos Ventos
    Exactissimameeeentee ! :)) Eu sou um “amigalhaço” !
    Dico tudo ! :))
    Bjs
    .

    ResponderEliminar
  22. Castanheira de Pera
    Dois grandes pintores, Teófilo ! Dos maiores !
    Abraço !
    .

    ResponderEliminar
  23. Ai que esta era tão fácil e eu cheguei atrasado...

    ResponderEliminar
  24. Carlos Barbosa de Oliveira
    Sabes que isto são provas de rapidez ! Não ganho para o negócio ! Tenho que colocar enigmas para a semana toda ! :)))
    .

    ResponderEliminar
  25. Ando tã deslexada meu Deus... e eu que conhecia logo à primeiro. Li tanto sobre ela e o Arpard.

    ResponderEliminar
  26. Marota
    Desleixada, não sei, mas um pouquinho mais atrazada, talvez ! rsrsrsrs
    Chegaste com o controle encerrado. :)))
    Bj
    .

    ResponderEliminar
  27. Explicando Rui:
    Em 1939, pressionada pelas circunstâncias, deixa Paris, ficando os seus trabalhos e atelier à guarda de Jeanne Bucher. Após uma curta temporada em Lisboa onde Vieira tenta, em vão, reaver a nacionalidade portuguesa e que esta seja atribuída ao marido, parte com Arpad para o Brasil em 1940 onde permanece até 1947. O casal fixa-se na Pensão Internacional, em Santa Teresa, local que se torna um centro de cultura e permuta de ideias. Aí convive com intelectuais e artistas como Cecília Meireles e Murilo Mendes, entre outros.

    Tem um livro biografico da Cecília Meireles onde a poetisa cita os pintores.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  28. Fatima
    Ah. Compreendo. É que quando deixaram o Brasil ainda não eras nascida, daí a minha dúvida.
    Grande poetisa a Cecília Meireles !

    Beijo, Fázinha !
    .

    ResponderEliminar